Que fim levou a fortuna de Doris Day

Atriz e cantora sofreu uma súbita crise financeira no auge de sua carreira.

Rachel Sandler
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Atriz e cantora sofreu uma súbita crise financeira no auge de sua carreira

Acessibilidade


Resumo:

  • A atriz e cantora Doris Day sofreu uma súbita crise financeira no auge de sua carreira, nos anos 1950 e 1960;
  • A turbulência foi provocada pelo marido (que também era seu empresário) e pelo advogado Jerome Rosenthal, que desperdiçou sua fortuna de US$ 20 milhões e a deixou com dívidas.

Depois que a atriz e cantora Doris Day (que morreu hoje, aos 97 anos) se tornou uma estrela dos anos 1950 e 1960, sofreu uma súbita crise financeira. A questão foi provocada pelo marido (que também era seu empresário) e por um advogado de Beverly Hills, que desperdiçou sua fortuna de US$ 20 milhões e a deixou com dívidas, conforme documentado pela Forbes em 1974.

LEIA MAIS: Diretor de “Cantando na Chuva” morre aos 94 anos

O marido e agente de Doris Day, Martin Melcher, deixou o advogado Jerome Rosenthal lidar com a riqueza de sua esposa. Rosenthal apostou em investimentos de má qualidade, aceitou propinas e cobrou taxas exorbitantes aos clientes para salvar reputações.

As ações de Rosenthal incluíam transações falsas de títulos bancários de terrenos, projetos de capital de risco condenados, hotéis falidos e acordos ilegais de petróleo e gás.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Meu marido acreditava que Rosenthal era um gênio”, disse Doris na época. “Eu estava trabalhando, estava longe. Não sabia de nada, apenas confiava.”

Depois que o marido de Doris morreu, repentinamente, em 1968, Rosenthal tentou reivindicar metade da fortuna restante da atriz, e ela o processou. Durante a ação, foi preciso usar a força para obter os documentos de Rosenthal.

VEJA TAMBÉM: De onde vem a fortuna dos bilionários do mundo

Em 1974, um juiz decidiu que ele devia US$ 22,8 milhões a Doris. O filho da celebridade disse, em uma entrevista em 1986, que ela acabou recebendo parte do dinheiro de uma companhia de seguros, mas “nada perto dessa quantia”, segundo o “New York Times”.

Doris era conhecida por ser uma das maiores atrações de bilheteria do início dos anos 1960, com papéis aclamados em “Confidências à Meia-Noite”, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar, e em “O Homem que Sabia Demais”, de Alfred Hitchcock. Após a carreira no cinema, ela estrelou o “The Doris Day Show” depois que seu marido, além de perder seu dinheiro, assinou um contrato que a prendeu ao programa, sem sua ciência, segundo a “National Public Radio”. No fim, ela concordou, para pagar suas dívidas.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Compartilhe esta publicação: