Esqueça o iPhone 11: novo aparelho da Apple é revelado

Divulgação
Relatório de site chinês aponta um caminho surpreendente para celular da gigante tecnológica

Resumo:

  • O novo iPhone será lançado primeiro na China, não terá o Face ID, mas sim sensor de impressão digital;
  • A estratégia da Apple é competir com as empresas locais Huawei, Oppo e Vivo no mercado de celulares econômicos;

A Apple está prestes a mudar tudo? Com o novo design feio do iPhone em 2019, um relatório surpreendente revela que a Apple está projetando um smartphone muito diferente do que milhões de pessoas vão querer.

LEIA MAIS: Novo iPhone terá upgrade na bateria

O site chinês “Global Times” aponta que a Apple lançará um novo iPhone de baixo custo, que perde o Face ID para um sensor de impressão digital Touch ID. O telefone deve ser lançado primeiro na China, mas tem potencial para ser um sucesso mundial.

Pouco se sabe sobre o novo iPhone neste momento, mas a fonte do “Global Times” afirma que a motivação para o dispositivo é “economizar em custos” enquanto luta para conquistar novamente o mercado chinês. Nos últimos anos, as marcas locais Huawei, Oppo e Vivo assumiram o controle, misturando designs de ponta com preços que prejudicam substancialmente os smartphones da Apple.

A ação faria sentido. O “Global Times” observa que mais de 85% do mercado chinês é de smartphones com preços abaixo de 4.000 yuan (US$ 580). Com o lançamento do iPhone SE por US$ 399, a Apple conseguiu atingir esse mercado, mas a estratégia seguinte da empresa de preencher a lacuna com smartphones várias gerações não parece estar funcionando.

Além disso, a Apple tem desenvolvido a tecnologia para fazer esse iPhone econômico sair. Desde dezembro, a empresa registrou cinco patentes de Touch ID, incluindo detalhamentos com fotografias e informações que revelam que a tecnologia tem o potencial não apenas de escanear sua impressão digital, mas também de modelo 3D.

Quanto devemos confiar no “Global Times”? É uma grande notícia, é bom ter cautela e não há uma data sobre lançamento do dispositivo. Dito isto, os insiders já declararam que o Touch ID retornará aos iPhones de 2020 junto com o Face ID (e os designs parecem encantadores). O Touch ID também já começou a renascer com o Macbook Pro e o MacBook Air.

Querer que algo aconteça e isso se concretizar de fato são duas coisas muito diferentes, mas tenho poucas dúvidas de que um iPhone econômico com Touch ID de seria um sucesso mundial. Agora sabendo que 2019 é, claramente, o ano errado para comprar um novo iPhone, mas não há nada a perder acompanhando o desenrolar desse novo fato.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).