Pesquisa mostra que falar sobre dinheiro é tabu nos círculos sociais

 Pollyana Ventura/ Getty Images
O assessor David Rae conta como admitir problemas financeiros e conversar sobre isso pode ajudar a resolvê-los

Resumo:

  • A pesquisa, realizada pela empresa de planejamento financeiro eMoney, mostra que gerações mais novas tratam finanças de uma maneira mais saudável;
  • Mais da metade dos entrevistados admite fugir do assunto em rodas de amigos;
  • Muitos problemas financeiros, segundo o autor, poderiam ser resolvidos com a ajuda de um assessor especializado no assunto.

Uma pesquisa recente conduzida pela eMoney Advisor, uma empresa de softwares de planejamento financeiro, examinou como consumidores falam sobre dinheiro para si mesmos e para seus amigos e família. O fato de pessoas não falarem a verdade sobre a real situação financeira delas para amigos não me surpreendeu, mas fiquei um pouco surpreso com o nível de mentiras que as pessoas conseguem dizer para si mesmas.

LEIA MAIS:Saiba quais são os principais erros e acertos dos millennials nas finanças

Em muitos círculos, conversar sobre dinheiro é considerado um tabu. Alguns podem sentir um pouco de culpa por serem muitos ricos, outros sentem vergonha pelos altos valores que devem no cartão de crédito. A maioria das pessoas vai se encaixar no meio destes dois extremos financeiros.

As informações da pesquisa sustentam o fato que as pessoas simplesmente não se sentem confortáveis falando de dinheiro. Isso explica parcialmente por que tão poucos procuram especialistas em finanças para guiá-los aos seus objetivos, mesmo quando um planejamento financeiro pode reduzir a pressão financeira, diminuir impostos e até melhorar o retorno dos investimentos no longo prazo.

A eMoney entrevistou 2.500 adultos dos Estados Unidos. A consultoria também lançou uma nova missão para ajudar pessoas a falar sobre dinheiro e facilitar o acesso a planejamentos financeiros. Na minha opinião, as pessoas devem “sair do armário financeiro” e falar real e honestamente sobre suas situações financeiras.

Os mais jovens são os que mais cuidam de suas finanças

De acordo com a pesquisa, pessoas entre 25 até 34 anos são as que mais se preocupam e conferem suas finanças. Um total impressionante de 52% checam seus dados financeiros todo dia. Estes índices começam a diminuir conforme a idade aumenta, com apenas 27% dos adultos acima dos 54 anos verificando seus extratos diariamente.

Eu admito que atualizo meu QuickBooks todo dia, mas eu sou um nerd do dinheiro e gosto desse tipo de coisa. Para os que têm bons hábitos financeiros, verificar as contas uma vez por semana ou até mesmo algumas vezes ao mês é, provavelmente, um uso mais eficiente do tempo.

LEIA TAMBÉM: 3 estratégias para começar 2019 com as finanças em ordem

No quesito investimentos, conferência frequente pode significar cometer um erro quando o mercado está muito volátil. Então tente só checar seus investimentos trimestralmente ou até mesmo anualmente. Eu estou assumindo que você possua um portfólio diversificado, é claro. Se você tiver a sorte de estar trabalhando com um planejador financeiro de confiança, deixe que ele se preocupe com isso.

Os três mandamentos para obter sucesso nos investimentos são: 1) Tenha um plano. 2) Guarde dinheiro de forma regular. 3) Não se apresse e estrague tudo.

As pessoas mentem até para seus assessores financeiros

Este ponto é meio engraçado para mim, já que eu sou bom em saber quando meus clientes estão mentindo sobre uma informação financeira. Eu sempre falo para eles que, se a pessoa se mantiver no caminho para alcançar seus objetivos financeiros, não importa no que gasta o resto do dinheiro. Você não tem de esconder o seu Rolex novo ou a sua estadia em um Four Seasons se você tem dinheiro para pagar por eles. Mas se esse valor acabar no cartão de crédito, teremos de conversas sobre os gastos.

Como um planejador financeiro que mora em Los Angeles, acredito que esta próxima estatística é relevante para meu dia a dia. Moradores da costa oeste americana são mais propensos a esconder informações de seus assessores financeiros do que os da costa leste: 72% dos habitantes da Califórnia admitem mentir para seus assessores, este índice é de 28% entre quem vive em Nova York. Talvez isso seja um estilo de vida californiano, nós temos um pouco mais de pressão para ter casas e carros bonitos. Infelizmente, a pesquisa não aprofunda muito mais este ponto.

E TAMBÉM: 10 melhores universidades do mundo para mestrado em finanças

Pense nisso por um segundo, se as pessoas não conseguem dizer a verdade para seus próprios assessores financeiros, imagina as mentiras que elas contam para os amigos. O mais importante de tudo é: não tente mostrar que você pode comprar algo que você não pode. Este tipo de pessoa está, provavelmente, atolada de dívidas e se sentindo péssima. Não tente ter um estilo de vida parecido com o dos Kardashians, não é saudável para o seu bolso.

A maioria dos americanos não gosta de falar sobre dinheiro com os amigos

Nenhum surpresa nesta informação: 57% dos entrevistados admitiram fugir do assunto em rodas com amigos. As mulheres são mais propícias a evitar falar sobre dinheiro, 55% contra 45% dos homens. Você acredita que um em cada cinco entrevistados nunca fala de dinheiro com ninguém?

A pesquisa também revela que falar sobre o assunto com amigos fica mais difícil conforme o passar do tempo. É muito mais aceitável ter dívidas enquanto temos 20 anos do que essa situação quando estamos entre 50 e 60 anos de idade.
Não importa em que ponto da vida você está nos quesitos de idade e financeiro, sempre existem jeitos de melhorar a situação financeira geral. Não deixe para depois, dê os passos necessários em direção à liberdade financeira.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).