Veja as diferenças entre o iPhone 11 e o Pixel 4, da Google

Getty Images
Smartphones ainda não foram lançados, mas têm gerado muita especulação

Resumo:

  • Segundo vazamentos de informações recentes, os novos celulares da Apple e da Google vão ter baterias mais duradouras que as versões anteriores;
  • O iPhone deverá apresentar três câmeras e o Pixel duas, avanços se comparados ao aparelhos antecessores;
  • A disputa entre os aparelhos será decidida pela potência do software, já que os preços serão bem diferentes.

O Apple iPhone 11 será apresentado em 10 de setembro, com o Google Pixel 4 chegando algumas semanas depois. Embora o dispositivo não seja o telefone Android mais vendido, ele tem algo em comum com o aparelho da Apple: ambos têm hardware e software fabricados pelas próprias empresas. Como tal, representam a visão mais pura de Google e Apple. Então, como eles se comparam?

LEIA MAIS: Novo vazamento de informações sobre o iPhone 11 mostra mais mudanças no design

Eu sei, eu estou colocando frente a frente dois dispositivos que nem sequer estão disponíveis. Mas, apesar de muito ainda não terem sido revelado, uma série de vazamentos sem precedentes, mesmo para os padrões atuais, significa que há muita coisa que achamos que sabemos.

A propósito, como o nome do próximo iPhone ainda não é conhecido, estou escrevendo aqui sobre a sequência do iPhone XS, possivelmente chamada de iPhone Pro, em vez de ser o sucessor do iPhone XR.

Evolução do design

Em termos de aparência, temos muitos vazamentos. A parte traseira do Google Pixel 4, por exemplo, vazou meses atrás e foi confirmada pela empresa. Portanto, sabemos que as câmeras duplas ficam em uma grande saliência quadrada na parte superior esquerda do novo telefone Android. Os boatos dão conta de que a Apple terá uma saliência igualmente quadrada com três lentes na mesma posição.

É um design menos controverso no Pixel, e teremos de esperar para ver se ele se torna mais popular no iPhone quando lançado.

Parece também que a palavra iPhone pode ser removida da parte de trás do aparelho e o logotipo da Apple pode mudar de lugar. Alguns anos atrás, a Apple introduziu um S na parte traseira para indicar que não era o mesmo telefone lançado no ano anterior. No entanto, isso não foi continuado nos telefones XS e XS Max atuais. E, para ser sincero, você realmente não precisa da palavra iPhone para saber o que está vendo, precisa? O único gadget de formato semelhante é o iPod Touch e é muito pequeno para ser confundido com ele.

Uma imagem do Google Pixel 4 vazada recentemente sugere duas coisas: será de vidro novamente (portanto, recursos como carregamento sem fio ainda são possíveis) e o efeito de dois tons usado pelos Pixels anteriores serão deixados. A imagem que pôde ser vista é preta, mas são esperadas mais cores. O botão liga/desliga também deve ter uma cor contrastante diferente, como em alguns modelos atuais.

VEJA TAMBÉM: Upgrades do iPhone 11 dão segunda chance ao smartphone

Não há nenhuma imagem do novo iPhone, mas é provável que ele se pareça com a versão XS. A Apple poderia substituir o material da borda por algo diferente do aço inoxidável, é claro, mas parece que o entalhe na parte superior da tela ocupará a mesma quantidade de espaço que ocupa agora.

O novo telefone da Google parece ter um formato diferente. Rumores recentes apontam que o entalhe bastante robusto no Pixel 3 XL será removido completamente.

A Google está colocando uma moldura mais larga na parte superior da tela, com uma câmera frontal e outros sensores posicionados na parte de cima. No entanto, embora os rumores sugiram que o painel seria enorme, uma imagem vazada sugere que pode não ser o caso.

Já o telefone da Apple será idêntico ao do ano passado, exceto pelas três câmeras. Pode haver também uma uma nova cor, um acabamento fosco ou até mesmo um material de borda diferente. No Pixel, a parte traseira em dois tons desapareceu, assim como o enorme entalhe no Pixel 3 XL. Este será o primeiro Pixel com duas câmeras.

Display

Sempre que você vê aparelhos vazados (embora nenhum iPhone tenha aparecido), é quase impossível adivinhar a resolução do novo telefone. Como todos os rumores dizem que os novos monitores do iPhone terão o mesmo tamanho do ano passado, temos todos os motivos para pensar que o monitor Retina (presente nos Macbooks) permanecerá inalterado em 458 pixels por polegada nos tamanhos 5,8 e 6,5. Isso a menos que a Apple introduza uma taxa de atualização mais rápida ou uma gama de cores diferente, por exemplo.

E é possível que a nova tela seja compatível com o Apple Pencil, o que seria uma grande mudança.

Vários rumores sugerem que o 3D Touch será substituído pelo Haptic Touch, para alcançar o mesmo fim. A remoção da camada 3D Touch libera espaço que pode ser usado na compatibilidade com o lápis.

Vazamentos recentes dizem que o Pixel 4 terá uma tela de 5,7 polegadas, resolução de 2280 x 1080, o que significa 442ppi, enquanto o Pixel 4XL com sua tela de 6,3 polegadas terá resolução de 3040 x 1440, o que significa 533ppi.

Espere melhorias leves nos monitores existentes.

Segurança

O FaceID chegará a sua terceira geração com o iPhone 11 e há rumores de que ele será aprimorado em relação ao modelo atual. Se você já tentou desbloquear o iPhone XS quando está deitado em sua mesa, inclinando-se vertiginosamente para a frente e abrindo os olhos muito, saberá que não funciona bem.

Imaginamos que o Face ID atualizado funcione em um ângulo mais amplo, de modo que ficar deitado na mesa não será mais um limite.

Em um vídeo do YouTube lançado no final de julho, a Google revelou que o desbloqueio do Pixel 4 será feito com reconhecimento facial. O painel superior do telefone terá toda a tecnologia necessária para fazer isso acontecer.

Câmeras

As câmeras do Pixel têm sido excepcionalmente boas, especialmente a partir do 2. O software avançado fez com que o Pixel 3 conseguisse efeitos de uma câmera para a qual outros telefones precisavam de dois sensores. Portanto, a mudança para duas câmeras no próximo Pixel é muito empolgante.

É claro que, em alguns telefones, o segundo sensor é um extra com detecção de profundidade de baixa resolução, mas isso não parece tão provável aqui. Especialmente porque os boatos prometem avanços.

Quanto à Apple, a mudança para três câmeras é muito promissora. Pode seguir o exemplo de outros telefones e oferecer sensores potentes. Há possibilidades de que todas as câmeras filmem ao mesmo tempo para criar resultados de resolução extra-alta. Há rumores de um efeito noturno também.

Espera-se que ambos os telefones melhorem significativamente as já excelentes câmeras que os modelos atuais têm.

Performance

O Pixel 4 terá chip Qualcomm Snapdragon 855 emparelhado com 6 GB de RAM. É mais do que antes, mas não tanto quanto encontrado em aparelhos Android. Uma bateria mais duradoura também está prevista.

A Apple não revela seu RAM. Ainda assim, há rumores de 6 GB. E o próximo iPhone terá um chip novinho em folha, o A13, que é supostamente rápido.

O problema é que o chip A12 Bionic da Apple, de quase um ano de idade, acabou de ser derrotado em um teste de velocidade, pelo Samsung Galaxy Note 10. Mas isso foi em um iPhone com iOS 12. O novo software iOS 13 é mais rápido.

Devemos esperar que a Apple também atualize a bateria no iPhone 11.

Quando e quanto?

A Apple disse que a revelação será no dia 10 de setembro, terça-feira.

Se funcionar de acordo com o cronograma normal, isso significa que o iPhone 11 estará à venda na sexta-feira, 20 de setembro. Há rumores de que o preço será o mesmo dos modelos atuais: US$ 999 para o iPhone XS e US$ 1.099 e para o iPhone XS Max.

Tradicionalmente, a Google anuncia novas versões do Pixel como parte de um grande evento em outubro. Embora ainda não esteja marcada uma data, o padrão pode ser seguido este ano.

O Google Pixel 3 tem preço inicial de US$ 499, e a versão XL, de US$ 599. Ambos são significativamente mais baratos que o iPhone. O novo preço não vazou, mas provavelmente será o igual ou mais caro.

Conclusão

Por enquanto, tudo está em jogo. Mais câmeras do que antes, exageradamente agrupadas na parte de trás do telefone, reconhecimento facial e velocidades maiores. Tudo isso vai aparecer nos dois telefones. Mas o ponto crucial serão os detalhes do software.

A Google definitivamente terá a vantagem de um preço mais baixo, mas a Apple pode ganhar nos softwares avançados.

Tudo ficará mais claro depois do lançamento na semana que vem.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).