Glossário reúne 65 termos do mundo do marketing digital

GettyImages-atakan
Em vista do marketing digital ser uma área profissional com constantes mudanças de estratégia, abordagem e linguagem, as expressões utilizadas também são diversas e crescem em quantidade cada vez mais

Resumo:

  • Áreas diferentes de atuação possuem termos e expressões próprios;
  • Termos em inglês estão presentes em grande parte das expressões aplicadas no segmento do marketing digital;
  • Setor está sujeito a constantes mudanças por atuar no ambiente digital

Quando se trata de expressões e vocabulário, cada profissão possui quase um dialeto específico. No marketing digital não é diferente. Na verdade, é o maior exemplo de atividade profissional que envolve palavras e jargões próprios que, muitas vezes, só fazem sentido dentro desta pequena sociedade.

VEJA MAIS: Super glossário reúne 245 termos do mundo corporativo

Mesmo quem trabalha diretamente com o universo do está sujeito a se perder em meio a tantos termos e expressões peculiares do segmento -o que é completamente normal quando o que está em pauta é uma área com constantes mudanças de estratégia, abordagem e linguagem.

Para não ficar perdido ou apenas concordar ao ouvir um termo que desconhece, veja a seguir 65 expressões do marketing digital e seus significados:

A

AdRank:Classificação de determinado anúncio nos resultados obtidos em ferramentas de pesquisas. O cálculo da posição é baseada em fatores como valor por clique e qualidade da peça publicitária.

AdSense: Ferramenta do Google focada em publicidade, que monetiza sites, blogs e portais em decorrência da exibição de anúncios aos usuários.

Aida: Sigla para “Atenção, Interesse, Desejo e Ação”. É um modelo de etapas, concebido por Elias St. Elmo Lewis, para geração de novos clientes.

Algoritmo: Sequência de instruções para que um computador possa realizar alguma função.

AP: Sigla para “Interface de Programação de Aplicativos”, em português. É um conjunto de códigos que permite que um aplicativo utilize funções ou sistemas de outro software.

Automação: Tornar tarefas do segmento automatizadas. Otimização do marketing digital com o uso de ferramentas e soluções capazes de facilitar tarefas e aumentar a produtividade do profissional da área.

B

Backlink: Link posicionado de forma estratégica ou orgânica que direciona o usuário para uma página de destino.

Backlink de entrada: Links alocados em páginas externas que não são controladas pelo administrador do site.

Backlink de saída: Links alocados em páginas internas que levam a páginas externas.

Backlink interno: Links alocados em páginas internas que levam o usuário a outras interfaces igualmente internas.

Benchmark: Estratégia de análise de concorrência com base em métricas como tráfego e engajamento,e fatores como canais digitais e palavras-chaves.

Big Data: Conjunto massivo de dados que podem ser acessadas de forma remota ou via internet.

Blog: Termo simplificado para weblog. Com o significado de registro de rede, trata-se da postagem regular de conteúdo com fins pessoais ou comerciais.

Bounce rate: Taxa de usuários que acessam a página e saem rapidamente, sem interagir e navegar.

Brand persona: Personificação dos valores de uma marca com o propósito de gerar valor para a empresa por meio de recursos como o engajamento, interação e posicionamento de mercado.

Branding: O termo está relacionado à gestão da marca, à percepção do consumidor diante da interação com produtos, serviços e canais de comunicação da empresa. É toda estratégia para dar visibilidade e causar identificação com o consumidor.

Buzz marketing: Estratégia que visa gerar uma discussão positiva sobre um produto ou marca, como parcerias com influenciadores digitais.

C

CAC: Sigla para “Custo de Aquisição por Cliente”, É um cálculo feito para mostrar quanto a empresa gasta para conseguir seus consumidores.

CMO: Sigla para “Chief Marketing Officer”, o diretor de marketing da empresa. É o profissional está no topo da hierarquia de marketing e coordena todas as decisões tomadas sobre o setor.

Comarketing: Cooperação entre duas empresas com interesses comuns. Normalmente, elas possuem uma audiência similar e não são concorrentes diretas.

Conversão: Sempre que alguém cumpre o objetivo principal de uma página, seja por baixar um material, pedir um orçamento ou se registrar para um teste gratuito, ocorre uma conversão.

CPA: Sigla para significa “Custo Por Ação”. O mais complexo entre os meios de pagamento de anúncios patrocinados. Nesse modelo, o anunciante apenas efetua o pagamento quando o objetivo da campanha é alcançado.

CPC: Sigla para “Custo Por Clique”. Estratégia na qual o anunciante paga por cada vez que o usuário clica em seu link.

CPM: Sigla para “Custo Por Mil Impressões”. O anunciante paga a cada mil vezes que o anúncio é exibido.

CRM: Sigla para “Customer Relationship Management” (Gestão de Relacionamento com o Cliente, em português). Responsável pelo armazenamento de informações como histórico de atendimento e compras, canais de contato e preferências.

CRO: Sigla para “Conversion Rate Optimization” (Otimização da Taxa de Conversão, em português). Processo para aperfeiçoamento da taxa de conversão de uma estratégia para converter mais usuários ou seguidores em clientes.

CTA: Sigla para “Call-to-Action” (Chamada para a Ação, em português). Um convite para os usuários de uma página tomarem o próximo passo depois de interagir com algum conteúdo.

CTR: Sigla para “Click Through Rate” (Taxa de Cliques, em português). É um tipo de métrica normalmente associada a anúncios veiculados no ambiente digital, calculada pela divisão do número de cliques pelo número de visualizações (ou impressões). O objetivo é comparar o desempenho de dois elementos distintos e determinar técnicas que resultem em melhores resultados.

E

E-mail marketing: E-mails aplicados como estratégia para manter os leads interessados no conteúdo oferecido pela marca, e conduzi-los pelo funil de vendas.

Engajamento: Métrica de marketing digital associada à interação do usuário com elementos de uma página (blogs, redes sociais, sites, e-mails marketing).

F

Funil de vendas: Método para assimilar quanto os leads de uma marca estão próximos de se converterem em clientes. Para cada etapa do funil são aplicadas diferentes estratégias de conteúdo e linguagem e abordagem.

G

Geomarketing: Estratégias que aplicam informações de localização do consumidor para formular as as campanhas.

Google Webmaster Tools: Ferramentas criadas pelo Google para facilitar a administração de sites e páginas internas.

Growth hacking: Técnicas que servem para fazer um negócio crescer e prosperar com mais rapidez, mesmo diante de desafios como falta de recursos e mão de obra.

I

Inbound Marketing: Termo para marketing de atração. Estratégia para conquistar clientes por meio de conteúdos interessantes e relevantes para ajudá-los em questões do dia a dia, facilitar tarefas etc.

IoT: Sigla para “Internet of Things” (Internet das Coisas, em português). É a conexão entre objetos eletrônicos e a internet. Para o marketing, é uma das formas de obter mais informações sobre o consumidor.

K

KPI>: Sigla para “Key Performance Indicators” (Indicadores-chaves de Desempenho, em português). Métrica usada para medir os resultados e a eficiência de uma estratégia de forma aprofundada com a possibilidade de identificar problemas e oportunidades.

L

Landing page: Página dedicada exclusivamente a oferecer algo, seja pago ou não, cuja moeda de troca pode ser o dinheiro, informações para nutrir leads, etc.

Lead:Todo cliente em potencial de um negócio.

Link building:Prática de inserir links para artigos relacionados ao tema tratado no conteúdo com a finalidade de aumentar o tempo de navegação do usuário.

Link patrocinado: Links presentes no topo das páginas de busca de forma paga -não orgânica.

LTV: Sigla para “Lifetime Value” (Valor Vitalício, em português). É a média do total valor total esperado dos clientes enquanto utilizam o produto ou serviço ofertado.

M

Marketing de conteúdo<: Estratégia que envolve métrica de resultados, planejamento, produção e distribuição do conteúdo usado na estratégia inbound de uma marca.

Marketing digital: A busca por maneiras de atrair clientes e gerar negócios para uma empresa ou profissional por meio da internet.

Marketing viral: Termo usado para falar de campanhas que espalham de forma rápida, como um vírus, e fazem sucesso espontaneamente.

Métricas: Formas de medir os resultados de uma estratégia de marketing vendas, atendimento e desempenho geral.

Métricas de vaidade: Métricas que não estão conectadas diretamente com o principal objetivo da sua campanha -não ajudam a tomar decisões sobre a estratégia de marketing digital.

Mídia paga: Canais de comunicação que exigem investimento financeiro para facilitar o alcance de uma estratégia de marketing -banners, links, outdoors, flyers, comerciais, etc.

49. Mídias sociais: Redes sociais e a forma de entender, comportar nesse cenário e ter sucesso ao se relacionar diretamente com o público.

N

NPS: Sigla para “Net Promoter Score” (Pontuação de Promoção, em português). Metodologia para mensurar o grau de satisfação dos clientes com um negócio.

O

Outbound Marketing: Estratégia de marketing com abordagem direta para identificação de clientes em potencial, abordagem e vendas.

P

Persona: Idealização do perfil de um cliente ideal que servirá de guia para toda a estratégia de marketing.

Plano de marketing: Primeiro passo para executar uma ação ou campanha. Criado na etapa do planejamento, é um guia para conciliar, direcionar e apontar tarefas que levarão a um resultado final.

Publicidade nativa: Estratégia de marketing que oferece conteúdo natural ao canal visitado pelo
consumidor.

R

Remarketing: Ação de marketing específica para quem já demonstrou interesse em um produto ou serviço da marca, mas não fechou negócio. É como uma segunda chance com o consumidor.

ROI: Sigla para “Return On Investment” (Retorno Sobre Investimento, em português). Forma de saber se o dinheiro gasto com marketing está se revertendo em lucros ou não.

S

SEM: Sigla para “Search Engine Marketing” (Palavra-chave, em português). Junção do SEO com links patrocinados para conseguir o máximo de resultados no menor tempo possível.

Sitemap:Arquivo usado para mapear todas as informações relativas a um website e sua navegabilidade.

SLA: Sigla para “Service Level Agreement” (Acordo de Nível de Serviço, em português). Documento/acordo que define as responsabilidades do time de vendas e de marketing.

Smarketing: União entre as equipes de vendas e marketing de uma empresa para conseguir melhores resultados.

SMP: Sigla para “Social Media Policy” ou (Políticas de Mídias Sociais, em português). Documento que define as diretrizes de comportamento dos seus funcionários nas redes sociais.

T

Testes A/B: Teste de diferentes abordagens para constatar o que converte mais em uma página.

Tráfego orgânico:
Fluxo de visitantes que chegaram até o site sem a necessidade de pagar terceiros pela divulgação.

Tráfego pago:Tráfego gerado por meio de recursos usados para impulsionar a exposição da sua marca.

U

UX: Sigla para “User Experience” (Experiência do Usuário, em português). Fatores ligados à interação do usuário com um determinado produto, sistema ou serviço que resultam em uma percepção positiva ou negativa


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:
Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).