Manifesto olímpico torna-se memorabilia esportiva mais cara da história

Item foi vendido em leilão por US$ 8,8 milhões, contra expectativa de US$ 1 milhão dos especialistas

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

O manifesto olímpico original quebrou o recorde mundial de memorabilia esportiva mais cara já vendida

Acessibilidade


O manifesto olímpico original, que delineia a fundação dos Jogos Olímpicos modernos, quebrou o recorde mundial de memorabilia esportiva mais cara já vendida, alcançando US$ 8,8 milhões em leilão realizado ontem (18).

Especialistas esperavam que o item fosse vendido por até US$ 1 milhão, mas o artefato subiu de preço após uma guerra de lances de mais de 12 minutos entre três compradores internacionais, de acordo com a casa de leilões Sotheby’s.

LEIA MAIS: Manifesto olímpico original deve alcançar até US$ 1 milhão em leilão

O manifesto olímpico, escrito pelo fundador do Comitê Olímpico Internacional Pierre de Coubertin em 1892, defendia a ressurreição dos Jogos Gregos antigos e foi o precursor da estreia da competição quatro anos depois em Atenas.

“O resultado recorde de hoje é um testemunho da visão de Pierre de Coubertin de mais de um século atrás e da reverência com a qual os Jogos Olímpicos ainda são realizados”, disse o especialista sênior da Sotheby’s, Selby Kiffer, em comunicado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Uma camisa do New York Yankees usada por Babe Ruth era anteriormente o item mais caro de memorabilia esportiva, sendo vendida por US$ 5,64 milhões em junho.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: