Bolsa amplia perdas com vendas de ativos

Getty Images
Ibovespa recua com movimento de vendas após ganhos de véspera

O Ibovespa ampliou queda no período da tarde, descolado dos índices nos Estados Unidos, que oscilam com perdas moderadas. Aqui, o Ibovespa recuava 1,11% aos 117.539 pontos, às 15h30, horário de Brasília.

Segundo fontes no mercado, as perdas de hoje (21) na renda variável representam vendas, mais conhecidas como “realização de lucros”, após os ganhos do pregão de ontem e a superação da marca histórica em pontuação.

LEIA TAMBÉM: Ibovespa tem queda com exterior

As ações da Hering lideram as perdas do índice após a divulgação de prévia de resultados do quarto trimestre de 2019. A companhia registrou queda de 5,2% no faturamento bruto de R$ 502 milhões e queda nas vendas das lojas físicas. Já o comércio eletrônico teve crescimento de 48,2% no período.

Este ano, as ações HGTX3 atingiram um valor máximo de R$ 35,46 no dia 3 de janeiro. Desde então, houve perdas sucessivas no ativo. Hoje, às 15h20, horário de Brasília, a ação estava a R$ 27,92, com desvalorização de 11%.

Abaixo de Hering, entre as principais perdas do Ibovespa, Gol (GOLL4) com recuo de 3,07% a R$ 36,64, Gerdau Metalúrgica (GOAU4) com desvalorização de 3,04% a R$ 10,52 e Santander (SANB11) com menos 2,67% a R$ 44,77.

Já as maiores altas do índice eram da Braskem (BRKM5) com valorização de 4,76% a R$ 36,07, RaiaDrogasil (RADL3) com avanço de 4,31% a R$ 124,24, Tim (TIMP3) com ganhos de 3,19% a R$ 16,81 e B2W (BTOW3) com mais 2,01% a R$ 77,20.

No mercado de câmbio, o dólar oscila perto da estabilidade em relação ao real. Às 15h25, a moeda norte-americana subia 0,06% a R$ 4,19 e o euro seguia a mesma variação a R$ 4,65.

****

Luciene Miranda é jornalista especializada em Economia, Finanças e Negócios com coberturas independentes na B3, NYSE, Nasdaq e CBOT

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).