Ibovespa recua após três altas seguidas

reutersAmanda-Perobelli
reutersAmanda-Perobelli

Ibovespa cai um dia após o Banco Central sinalizar o fim do ciclo de cortes da Selic

O Ibovespa caiu hoje (6), em meio a movimentos de realização de lucros após três altas seguidas, um dia após o Banco Central sinalizar o fim do ciclo de cortes da Selic.

Com o clima no exterior relativamente positivo, investidores também repercutiram notícias corporativas locais, entre elas o resultado acima do esperado de Klabin e precificação da oferta de ações da Petrobras que teve como vendedor o BNDES.

Índice de referência da bolsa brasileira, o Ibovespa caiu 0,72%, a 115.189,97 pontos. Na máxima, chegou a 117.381,83 pontos. O giro financeiro no pregão somou R$ 28,3 bilhões.

“Acredito que mercado não esperava que o BC fosse deixar tão claro o fim do ciclo de corte de juros e fosse dar um comentário mais ‘dovish'”, avaliou o gestor de ativos Ricardo Campos, sócio fundador da empresa da Reach Capital.

VEJA MAIS: Dólar fecha em alta e bate máxima recorde ante real com força da moeda no exterior

O Comitê de Política Monetária cortou a taxa básica de juro em 0,25%, para nova mínima histórica de 4,25% ao ano, e disse enxergar como “adequada a interrupção do processo de flexibilização monetária”.

Agentes financeiros também têm citado que, apesar do efeito positivo com medidas de liquidez no mercado, as dúvidas sobre o potenciais reflexos do surto de coronavírus continuam e assim a volatilidade tende a permanecer elevada.

O novo vírus já matou mais de 560 pessoas e infectou mais de 28 mil apenas na China e se espalhou por vários países.

Campos acrescentou que mais discussões voltam a aparecer se a bolsa está chegando em níveis caros ou não, o que, segundo ele, limita um pouco o apetite dos investidores.

O movimento da B3 na contramão de Wall Street ocorreu à medida que se aproxima o vencimento dos contratos de opções de Ibovespa, na próxima quarta-feira (12).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).