Ibovespa sobe com exterior

Getty Images
Ibovespa tem pregão de recuperação com mercados externos

O Ibovespa tem uma abertura em alta hoje (11), acompanhando um clima mais tranquilo nas bolsas externas, num movimento de recuperação após as perdas de ontem. Apenas os índices norte-americanos não tiveram queda de véspera com investidores mais focados na economia dos Estados Unidos.

Por aqui, ainda prevalecem as preocupações com o avanço do coronavírus e o impacto na economia brasileira neste primeiro trimestre. A doença já matou mais de mil pessoas na China, principal parceiro comercial do Brasil, e altera significativamente a rotina de consumo de nossas commodities exportadas para o país asiático.

LEIA TAMBÉM: Bolsas operam em alta no exterior

Às 10h32, horário de Brasília, o Ibovespa subia 1,19% aos 113.912 pontos.

Depois do fechamento da bolsa ontem, o Itaú Unibanco divulgou o balanço de 2019 com um lucro líquido de R$ 28,3 bilhões. No quarto trimestre do ano passado, a instituição obteve um lucro líquido recorrente (que exclui fatores alheios à operação) de R$ 7,296 bilhões, o que representa uma alta de 12,6% na comparação com o mesmo período de 2018.

As ações do banco e de outras instituições financeiras tiveram forte alta antes mesmo da divulgação dos números do Itaú Unibanco. Hoje, já não são mais destaques de alta, com ITUB4 em valorização de 1,84% a R$ 34,92.

Os ativos que lideram os ganhos do Ibovespa neste pregão são dos setores de mineração e siderurgia, com a recuperação na cotação do minério de ferro na China, na maior alta diária em 7 meses. A valorização nos preços de outras commodities também impulsiona ganhos de empresas exportadoras de outros setores.

No topo dos ganhos do índice, ações da Cosan (CSAN3) com valorização de 3,40% a R$ 81,58, Ultrapar (UGPA3) com alta de 3,09% a R$ 24,68, Usiminas (USIM5) com avanço de 2,91% a R$ 9,56, Gerdau Metalúrgica (GOAU4) com mais 2,87% a R$ 9,69 e Vale (VALE3) que subia 2,81% a R$ 51,60.

Já as maiores baixas do índice eram da IRB (IRBR3) com forte perda de 16,49% a R$ 33,01, Eletrobras (ELET6) com recuo de 1,02% a R$ 36,94, CVC (CVCB3) com menos 0,97% a R$ 32,7, Carrefour (CRFB3) que caía 0,63% a R$ 22,01 e Totvs (TOTS3) com desvalorização de 0,47% a R$ 74,18.

O mercado “digere” hoje a divulgação da ata da última reunião do Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central na semana passada. Na ocasião, os juros básicos foram cortados em 0,25 ponto percentual para 4,25% ao ano. De acordo com a ata, a perspectiva de manutenção de juros no Brasil é extensa.

****

Luciene Miranda é jornalista especializada em Economia, Finanças e Negócios com coberturas independentes na B3, NYSE, Nasdaq e CBOT

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).