Viúva de Kobe Bryant processa empresa de helicóptero

Reprodução Forbes
Vanessa Bryant fala durante cerimônia em homenagem ao marido e à filha em Los Angeles

Vanessa Bryant, a viúva de Kobe Bryant, entrou hoje (24) com uma ação por homicídio culposo contra a empresa de helicópteros envolvida no acidente que matou seu marido, a filha de 13 anos e outras sete pessoas no mês passado, informou o “Los Angeles Times”.

O processo alega que a Island Express, a operadora do helicóptero Sikorsky S-76B envolvido no acidente, é responsável pelas ações imprudentes do piloto, Ara Zobayan, que também morreu no episódio.

Segundo ele, Zobayan foi negligente porque não conseguiu monitorar adequadamente o clima antes da decolagem, decidiu voar em condições de neblina com baixa visibilidade, em vez de encerrar o voo, e não evitou obstáculos durante o percurso.

LEIA MAIS: Viúva de Kobe Bryant rompe silêncio sobre morte de astro da NBA e filha

Zobayan recebeu aprovação especial do controle de tráfego aéreo no aeroporto de Burbank para voar pelo espaço aéreo da cidade, mas cabia a ele continuar ou não quando saísse da área controlada do aeroporto.

O processo busca compensação monetária não especificada. A Island Express removeu as informações de contato de seu site e emitiu um comunicado em 30 de janeiro, segundo o qual todos os serviços foram suspensos após o acidente.

“A violação de seu dever e a negligência praticada pela ré Island Express Helicopters causou os ferimentos e danos reclamados aqui e o falecido, Kobe Bryant, foi morto como resultado direto da conduta negligente de Zobayan pela qual a companhia é responsável em todos os aspectos”, diz um trecho do documento processual, segundo o jornal.

O astro do basquete Kobe Bryant, sua filha de 13 anos, Gianna, e sete outras pessoas morreram a caminho de um jogo de basquete juvenil após o helicóptero colidir com uma colina em Calabasas, na Califórnia. Uma investigação preliminar não encontrou nenhum problema mecânico ou de motor, e o National Transportation Safety Board (NTSB) ainda está investigando o acidente.

O processo foi aberto no mesmo dia da realização de um memorial público para Bryant e sua filha no Staples Center, em Los Angeles, onde o atleta pelo Lakers durante seus 20 anos de carreira.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn
Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.
Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).