Distanciamento, quarentena e escolas fechadas é combinação mais eficaz para controlar Covid-19, diz estudo

Pesquisa proporciona indícios para os formuladores de política a começarem a implantação de medidas intensificadas de controle de surto

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
ReutersChalinee-Thirasupa
ReutersChalinee-Thirasupa

O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade Nacional de Singapura (NUS) e publicado no periódico Lancet Infectious Diseases

Acessibilidade


Um modelo de estudo de Singapura mostrou que adotar múltiplas interdições sociais – incluindo o fechamento de escolas – terá o maior impacto na contenção do Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

Colocar pessoas infectadas e seus familiares em quarentena, fechar escolas e impor distanciamento em ambientes de trabalho e no teletrabalho podem limitar a disseminação, revelou o estudo, mas uma combinação de todos os três é o mais eficaz para diminuir os casos.

O número global de casos confirmados ultrapassou 377 mil em 194 países e territórios hoje (24), de acordo com uma contagem da Reuters, e mais de 16.500 mortes já foram relatadas.

LEIA MAIS: OMS vê potencial para que EUA se tornem novo epicentro de coronavírus

Singapura, que de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) comunicou 455 casos confirmados de Covid-19 e duas mortes até 22 de março, impôs algumas recomendações de distanciamento social, mas não fechou as escolas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Mas milhões de crianças estão sem aulas nos Estados Unidos, em grande parte da Europa e em muitos outros países cujos governos impuseram medidas rígidas de interdição para impedir que as pessoas se encontrem e se reúnam em grupos.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade Nacional de Singapura (NUS) e publicado no periódico Lancet Infectious Diseases, analisou um quadro simulado de Singapura para estudar o impacto potencial de políticas de distanciamento social.

O estudo revelou que, embora menos eficientes que a abordagem tripla, quarentenas e medidas nos ambientes de trabalho são a segunda melhor opção para reduzir os casos de Covid-19, seguidas de quarentenas e fechamento de escolas e somente de quarentenas.

“Os resultados deste estudo proporcionam indícios para os formuladores de política de Singapura e outros países começarem a implantação de medidas intensificadas de controle de surto que poderiam mitigar ou reduzir os índices de transmissão local se aplicadas efetivamente e de maneira oportuna”, disse Alex R Cook, professor associado da NUS e coautor do trabalho.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: