Ibovespa à vista renova mínimas e vai abaixo de 98 mil pontos

Resultado vem na esteira do clima pessimista no cenário global.

Forbes Daily, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

O Ibovespa ampliou a queda na semana para cerca de 6%

Acessibilidade


A bolsa paulista começava hoje (6), com fortes quedas e o Ibovespa renovando mínimas desde agosto de 2019, abaixo dos 98 mil pontos, na esteira do clima pessimista no cenário global, em meio a preocupações sobre a real eficácia de medidas como cortes de juros para blindar as economias do surto de coronavírus.

Às 10:16, o Ibovespa caía 4,09 %, a 98.046,85 pontos, ampliando a queda na semana para cerca de 6%.

LEIA MAIS: Ibovespa tem forte queda com nervosismo sobre efeito do coronavírus na economia global​​

Na véspera, o Ibovespa fechou em baixa de 4,65%, a 102.233,24 pontos.

“Com o impacto econômico do coronavírus grande e crescente, os formuladores de políticas nas economias avançadas estão sendo forçados a reagir”, afirmou o economista Adam Slater, da Oxford Economics, em relatório enviado a clientes mais cedo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Mas opções monetárias e fiscais convencionais, como o recente corte emergencial das taxas pelo Federal Reserve, podem não ser suficientes. Novas abordagens podem ser necessárias para reduzir o impacto do vírus e permitir uma rápida recuperação das perdas econômicas quando o surto desaparecer.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: