Chefe de Tóquio 2020 diz que Jogos serão descartados se não ocorrerem em 2021

Olimpíada foi adiada para julho do ano que vem por causa do impacto do surto de coronavírus.

Redação
Compartilhe esta publicação:
ReutersIssei-KatoFilePhoto
ReutersIssei-KatoFilePhoto

Questões sobre um novo adiamento dos jogos estão sendo feitas

Acessibilidade


O presidente de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, disse que os Jogos Olímpicos, já adiados para 2021, serão “descartados” se não puderem acontecer naquele momento, de acordo com entrevista publicada hoje (28).

O Comitê Olímpico Internacional e o governo japonês decidiram no mês passado adiar os Jogos para julho de 2021 por causa do impacto do surto de coronavírus.

LEIA MAIS: Olimpíada de Tóquio começará em 23 de julho de 2021, dizem organizadores

Com o aumento da taxa de infecção mundial da epidemia e especialistas sugerindo que a vacina ainda está longe, questões estão sendo feitas sobre se um novo adiamento poderia ser necessário.

“Não. Nesse caso, a Olimpíada será descartada”, afirmou Mori em entrevista ao jornal de esportes japonês “Nikkan Sports”, quando perguntado se os Jogos poderiam ser adiados até 2022. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: