Novo coronavírus circulou no Brasil mais de 20 dias antes de 1º caso confirmado, diz Fiocruz

Ricardo Moraes/Reuters
Ricardo Moraes/Reuters

O estudo da Fiocruz aponta que o vírus já circulava pelo país mesmo antes do Carnaval

O novo coronavírus começou a se espalhar pelo Brasil por volta da primeira semana de fevereiro, mais de 20 dias antes do primeiro caso ser diagnosticado pelas autoridades de saúde no final daquele mês, afirmou um estudo liderado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ontem (11).

O primeiro caso confirmado de Covid-19 pelo Ministério da Saúde foi registrado em 26 de fevereiro, em um passageiro que retornou da Itália para o Brasil. O estudo da Fiocruz, no entanto, aponta que o vírus já circulava pelo país mesmo antes do Carnaval, que ocorreu de 22 a 26 de fevereiro.

LEIA MAIS: Mortes por Covid-19 no Brasil chegam a 11.519 e total de casos se aproxima de 170 mil

Segundo o estudo do Instituto Oswaldo Cruz, que utiliza uma metodologia estatística de inferência a partir dos registros de óbitos, o vírus responsável pela doença respiratória Covid-19 já circulava pelo país 40 dias antes das primeiras confirmações oficiais de transmissão comunitária, em 13 de março.

Dados de hospitalização por sintomas respiratórios agudos graves (SRAG) apoiam a estimativa de que a transmissão local da Covid-19 começou no início de fevereiro, uma vez que o número de internações encontra-se acima do observado em 2019 desde meados de fevereiro de 2020, de acordo com a Fiocruz.

“Esses dados epidemiológicos confirmam a introdução do Sars-CoV-2 no Brasil desde o fim de janeiro e claramente sustentam nossos resultados, que apontam que o vírus estava circulando na população brasileira desde o início de fevereiro”, disse o pesquisador do Laboratório de Aids e Imunologia Molecular do IOC/Fiocruz, Gonzalo Bello, coordenador da pesquisa, em nota divulgada pela Fiocruz.

O Brasil chegou ontem a 168.331 casos confirmados do novo coronavírus, com 11.519 mortes. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).