GPA se une ao Instituto Avon para combater a violência doméstica

Kohei Hara/GettyImages
Kohei Hara/GettyImages

Durante o mês de abril foi registrado aumento de mais de 37% nas denúncias de violência doméstica feitas pelo Ligue 180

O isolamento social causado pela pandemia de Covid-19 apresenta desafios que ultrapassam as questões econômicas e de saúde. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, durante o mês de abril foi registrado aumento de mais de 37% nas denúncias feitas pelo Ligue 180, Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência.

Neste contexto, as redes Extra, Pão de Açúcar, Assaí e Compre Bem, do GPA, uniram-se ao Instituto Avon em ações para o enfrentamento do problema. Os aplicativos das marcas e o site do Compre Bem, a partir de hoje (22), passam a exibir um banner informativo que direciona as mulheres a uma página na qual interagem com uma assistente virtual. A ferramenta identifica, por meio de perguntas, se elas estão em situação de risco e informa sobre serviços públicos disponíveis para auxílio e proteção. Se o risco for considerado alto, a usuária passa a ser atendida, em caráter confidencial, por uma psicóloga.

VEJA TAMBÉM: Conheça a história do botão de denúncia da Magalu contra a violência doméstica

A iniciativa faz parte do Programa Você Não Está Sozinha, lançado pelo Instituto Avon em abril deste ano. Para Daniela Gralin, diretora executiva do Instituto Avon, o momento de isolamento social requer soluções inovadoras para resolver questões latentes. “É necessário criar ambientes online para chegar a mais mulheres e facilitar o pedido de ajuda é fundamental para a contenção do agravamento da violência sobre a vida delas”, diz.

O programa tem atuado também no apoio à família de mulheres em situação de vulnerabilidade alimentar. Junto ao GPA, o Instituto está doando duas 2.000 cestas básicas e a solicitação para o auxílio pode ser feita no site do projeto.

Em maio, a ferramenta que direciona vítimas para o atendimento telefônico público do Magazine Luiza também viralizou nas redes, O recurso havia sido lançado em março de 2019, mas ganhou notoriedade nas últimas semanas pelas circunstâncias de isolamento e o consequente aumento nos casos de violência doméstica.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).