Metade dos brasileiros reduziu despesas após Covid-19, diz pesquisa

89% das pessoas das classes A, B e C com acesso à internet mudaram os hábitos em relação ao dinheiro.

Blog da Redação
Compartilhe esta publicação:
GettyImages/ krisanapong detraphiphat
GettyImages/ krisanapong detraphiphat

89% das pessoas das classes A, B e C com acesso à internet mudaram os hábitos em relação ao dinheiro

Acessibilidade


Metade dos brasileiros reduziu as despesas após desdobramentos da pandemia do coronavírus, revelou uma pesquisa do Ibope Inteligência e divulgada hoje (8).

De acordo com o levantamento, encomendado pelo C6 Bank, 89% das pessoas das classes A, B e C, com acesso à internet, mudaram os hábitos em relação ao dinheiro após a crise.

LEIA MAIS: Mercado Livre lança linha de capital de giro com prestações flexíveis

E 51% dos entrevistados revelaram ter diminuído gastos, enquanto 27% passaram a guardar mais recursos para possíveis incertezas no futuro. Em outra frente, 22% já começaram a atrasar o pagamento de boletos, contas ou outros compromissos financeiros.

O estudo também revelou que a pandemia afetou a renda de 55% dos brasileiros das classes A, B e C. Dois terços dos respondentes disseram que essa queda foi superior a 25%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A redução da renda impacta diretamente na mudança dos hábitos financeiros e, como ela acontece em grande proporção, o impacto se torna ainda maior”, diz trecho do estudo.

LEIA TAMBÉM: Febre das lives: por que elas são o começo de um novo mercado no Brasil

Outro dado revelado pelo levantamento é que 31% dos entrevistados disse que a maior parte das compras passou a ser feita online.

A pesquisa com 2 mil pessoas das classes A, B e C com acesso à internet tem margem de erro de 2%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: