Dezenas de milionários pedem que governos tributem os ricos para pagar pelo impacto do coronavírus

Getty Images
Getty Images

A herdeira Abigail Disney junto com uma coalizão dos mais ricos do mundo, assinaram uma carta aberta pedindo impostos

Uma coalizão de algumas das pessoas mais ricas do mundo, incluindo os herdeiros de entretenimento Abigail e Tim Disney, assinaram uma carta aberta pedindo aos governos que tributem os mais ricos para que eles possam pagar pela crise do coronavírus.

Mais de 80 milionários de EUA, Reino Unido, Alemanha, Nova Zelândia, Canadá e Holanda assinaram a carta, organizada pelo projeto Milionários pela Humanidade, que conta com o apoio da organização beneficente Oxfam, o grupo de campanha eleitoral dos EUA Patriotic Millionaires e o Tax Justice UK, entre outros.

VEJA TAMBÉM: Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, e fique por dentro de tudo sobre empreendedorismo

“Podemos garantir que vamos financiar adequadamente nossos sistemas de saúde, escolas e segurança por meio de um aumento permanente de impostos sobre as pessoas mais ricas do planeta, pessoas como nós”, diz a carta.

O documento acrescenta que essas pessoas têm uma “dívida enorme” com os trabalhadores da linha de frente que enfrentam o vírus mortal no trabalho todos os dias.

E continua: “Ao contrário de dezenas de milhões de pessoas em todo o mundo, não precisamos nos preocupar em perder nossos empregos, casas ou nossa capacidade de sustentar nossas famílias. Então, por favor. Nos dê impostos. Nos dê impostos. Nos dê impostos. É a escolha certa. É a única escolha.”

A carta foi criada uma vez que parlamentares da oposição no Reino Unido passaram a exigir um imposto sobre o patrimônio dos ricos para financiar os esforços de alívio ao coronavírus.

A carta diz: “Para nossos concidadãos globais, à medida que a Covid-19 atinge o mundo, milionários como nós têm um papel crítico a desempenhar na cura de nosso mundo. Não, não somos nós que cuidamos dos doentes em enfermarias de terapia intensiva. Não estamos dirigindo as ambulâncias que levarão os doentes aos hospitais. Não estamos reabastecendo as prateleiras dos supermercados ou entregando comida de porta em porta. Mas nós temos dinheiro, muito dinheiro. Dinheiro que é desesperadamente importante agora e continuará sendo importante nos próximos anos, à medida que nosso mundo se recuperar dessa crise.

“Hoje, nós, milionários firmamos esse abaixo-assinado, pedimos aos nossos governos que aumentem impostos sobre pessoas como nós. Imediatamente. Substancialmente. Permanentemente.”

LEIA MAIS: Amazon lançará fundo de US$ 2 bilhões para investir em energias limpas

Algumas das pessoas mais ricas do mundo doaram milhões para os esforços de alívio de coronavírus, enquanto outras estão com pedidos de doações cada vez maiores. Os bilionários Bill Gates e Jack Dorsey prometeram mais de US$ 1 bilhão coletivamente para financiar vacinas e esforços de ajuda. O fundador da Amazon, Jeff Bezos, a pessoa mais rica do mundo, doou US $ 100 milhões para a fundação Feeding America, mas enfrentou críticas por lidar com a crise internamente pela Amazon, enquanto trabalhadores de armazém protestavam contra a falta de proteção contra a saúde e os perigos econômicos do vírus.

Governos de todo o mundo prometeram bilhões em pacotes de estímulo para apoiar indivíduos e indústrias que sofrem com as medidas de bloqueio e a perda generalizada de empregos, incluindo os EUA, que gastaram mais de US$ 250 bilhões em verificações de estímulo para indivíduos e famílias.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).