Vacinas experimentais de Pfizer e BioNTech contra Covid-19 recebem status de “via rápida” de agência dos EUA

Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

As companhias esperam iniciar um teste em larga escala com até 30 mil participantes até o final deste mês

Duas vacinas experimentais desenvolvidas em conjunto pela empresa alemã de biotecnologia BioNTech e pela gigante farmacêutica norte-americana Pfizer receberam a designação de “via rápida” da agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, informaram as duas empresas hoje (13).

As candidatas a vacinas BNT162b1 e BNT162b2 são as mais avançadas entre as pelo menos quatro que estão sendo avaliadas pelas duas companhias em testes nos EUA e na Alemanha.

LEIA MAIS: Indiana Biocon recebe aprovação para uso de remédio em pacientes com coronavírus

Neste mês, as duas empresas disseram que a BNT162b1 mostrou potencial contra o vírus e foi bem tolerada no estágio inicial de testes em humanos.

Dados iniciais dos ensaios feitos na Alemanha com a BNT162b1 são esperados para julho, disseram as empresas.

Se os estudos em andamento tiverem sucesso e as vacinas receberem aprovação regulatória, as empresas dizem esperar produzir até 100 milhões de doses até o final deste ano e potencialmente mais 1,2 bilhão de doses até o final de 2021.

As companhias afirmaram que esperam iniciar um teste em larga escala com até 30 mil participantes até o final deste mês, se receberem aprovação das autoridades reguladoras.

O status de “via rápida” dado pela Food and Drug Administration (FDA) é dado para acelerar a análise de novos remédios e vacinas que mostram potencial de atender necessidades médicas ainda não resolvidas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).