Eli Lilly inicia estágio avançado de estudo de remédio para Covid-19 em casas de repouso

GettyImages/SCIENCE PHOTO LIBRARY
GettyImages/SCIENCE PHOTO LIBRARY

Tratamento desenvolvido em parceria com a empresa de biotecnologia canadense AbCellera deve reunir até 2.400 participantes

A farmacêutica norte-americana Eli Lilly & Co começou o estágio avançado de testes para estudar se um de seus tratamentos experimentais com anticorpos para Covid-19 pode prevenir a disseminação do vírus em moradores e funcionários de casas de repouso com atendimento de enfermeiros dos EUA, disse a empresa hoje (3).

A terceira fase do teste do LY-CoV555, tratamento desenvolvido em parceria com a empresa de biotecnologia canadense AbCellera, deve reunir até 2.400 participantes que vivem ou trabalham em um estabelecimento que teve um diagnóstico recente de Covid-19.

Leia mais: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

“A Covid-19 tem um impacto devastador em moradores de casas de repouso”, afirmou o cientista-chefe da Eli Lilly, Daniel Skovronsky, em um comunicado. “Estamos trabalhando o mais rápido que podemos para criar remédios que possam parar a disseminação do vírus nesses indivíduos vulneráveis.”

O medicamento já está sendo testado em hospitais para estudar se pode funcionar como tratamento em pacientes que têm a doença. O experimento testará se pode ser usado de maneira profilática.

A Fase 3 em casas de repouso está sendo conduzida em parceria com várias redes de cuidado de longo prazo ao redor do país, assim como o Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA (NIAID, sigla em inglês).

Para acelerar o estudo, a Eli Lilly criou unidades de pesquisa móveis, incluindo veículos adaptados que podem ser enviados em resposta a surtos de coronavírus em casas de repouso ao redor dos Estados Unidos.

A LY-CoV555 pertence a uma classe de tratamentos conhecida como anticorpos monoclonais, que estão entre os remédios biotecnológicos mais utilizados. A Regeneron Pharmaceuticals Inc e outras empresas farmacêuticas estão testando tratamentos similares contra a Covid-19.

Leia também: Gol tem prejuízo de quase R$ 2 bilhões no 2º trimestre

Semana passada, a Lilly disse a investidores que a LY-CoV555 havia entrado em testes intermediários para tratamentos e que estágios finais de testes começariam nas próximas semanas. Espera-se dados de eficácia dos testes intermediários para o quarto trimestre. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).