Fundação de Bill Gates doa US$ 150 mi para distribuição da vacina de Covid-19 em países em desenvolvimento

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A fundação já doou, no total, US$ 350 milhões para acelerar o desenvolvimento de tratamentos

Na medida em que os casos de Covid-19 continuam a aumentar nos países em desenvolvimento, a Fundação Bill & Melinda Gates anunciou a doação de US$ 150 milhões para o maior fabricante de vacinas do mundo, o Serum Institute of India, para fornecer até 100 milhões de doses da vacina às nações mais pobres, com valores abaixo de US$ 3 por dose.

Gates e sua fundação foram alvo de várias teorias da conspiração relacionadas ao coronavírus – incluindo a de que pretendem usar uma vacina para implantar dispositivos de rastreamento em bilhões de pessoas. Tanto o bilionário quanto a fundação negam as acusações. 

LEIA MAIS: Bill Gates se torna alvo de teorias conspiratórias sobre o coronavírus

O coronavírus está se espalhando rapidamente em países em desenvolvimento, incluindo Brasil, Índia, África do Sul, México, Peru, Chile e Colômbia, e os epidemiologistas acreditam que o número de casos é subnotificado.

A fundação já doou, no total, US$ 350 milhões para acelerar o desenvolvimento de tratamentos, vacinas e medidas de saúde pública para combater a pandemia do coronavírus. 

A doação de US$ 150 milhões foi feita por meio da Gavi – The Vaccine Alliance, uma organização que negocia e financia vacinas para países de baixa e média renda.

O dinheiro permitirá que o Serum Institute of India comece a fabricar vacinas de seus parceiros, as empresas biofarmacêuticas AstraZeneca e Novavax, de maneira que elas fiquem prontamente disponíveis assim que aprovadas, disse o instituto em um comunicado.

A Gavi é colíder da COVAX, uma iniciativa com a Organização Mundial da Saúde e a Coalition of Epidemic Preparedness Innovations, que tem o objetivo de entregar 2 bilhões de doses de vacinas contra a Covid-19 aprovadas até o final de 2021.

VACINA PARA TODOS

“Muitas vezes assistimos os países mais vulneráveis ​​ficarem no final da fila quando se trata de novos tratamentos, diagnósticos e vacinas”, disse o CEO da Gavi, Dr. Seth Berkley, em comunicado. 

“Com as vacinas de Covid-19, queremos que as coisas sejam diferentes. Se apenas os países mais ricos do mundo forem protegidos, o comércio internacional e a sociedade como um todo continuarão a ser duramente atingidos, enquanto a pandemia continua a se espalhar pelo globo. Essa nova colaboração é um passo importante em nossos esforços para evitar que isso aconteça, ajudando a garantir que tenhamos capacidade de fabricação adicional para começar a produzir doses para todos os países, não apenas para alguns poucos ricos.”

VEJA TAMBÉM: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

Pesquisadores em todo o mundo estão desenvolvendo mais de 165 vacinas contra o coronavírus, de acordo com um relatório do “New York Times”, e 28 delas já estão sendo testadas em seres humanos. Embora as vacinas normalmente exijam anos de pesquisa e testes antes da aprovação, os cientistas esperam produzir uma opção segura e eficaz até 2021. A empresa chinesa CanSino Biologics desenvolveu uma vacina que os militares chineses aprovaram no dia 25 de junho como um “medicamento especialmente necessário”. 

O Serum Institute of India fez parceria com a AstraZeneca e a Novavax. A AstraZeneca, com sede no Reino Unido, prometeu fornecer mais de 2 bilhões de doses de sua vacina em todo o mundo, incluindo 1 bilhão para países de baixa e média renda, e já concordou em vendê-la para os Estados Unidos e Europa se a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford for aprovada. A Novavax, sediada nos EUA, recebeu US$ 1,6 bilhão do governo federal para financiar o desenvolvimento do estágio final de sua vacina experimental e anunciou resultados “positivos” em seu primeiro ensaio preliminar em humanos na terça-feira (4).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).