Aloysio de Andrade Faria morre aos 99 anos

Bilionário era proprietário de um império financeiro que inclui o Banco Alfa.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Médico, Aloysio de Andrade Faria assumiu o Banco Real após a morte do pai

Acessibilidade


Aloysio de Andrade Faria, proprietário de um império financeiro formado pelo Banco Alfa, Banco Alfa de Investimentos, Alfa Seguradora e Alfa Previdência, faleceu na manhã de hoje (15), aos 99 anos.

O bilionário mineiro, que aparece na 55ª posição dos homens mais ricos do país do ranking de 2020 da Forbes, que será divulgada na próxima edição da revista, também tinha negócios em hotelaria, comunicação, alimentos, materiais de construção, água mineral e agronegócio. Ele era, ainda, o integrante mais velho da lista.

Formado em medicina, exerceu a profissão por apenas dois anos. Com a morte do pai, assumiu o Banco Real. Depois de transformá-lo em um dos maiores do país, vendeu ao holandês ABN Amro por US$ 2,1 bilhões, em 1998. Seu patrimônio é estimado em R$ 8,32 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: