CDC diz a Estados dos EUA que se preparem para distribuição de vacina da Covid-19 até novembro

Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

Segundo documentos, o CDC está se preparando para uma ou duas vacinas contra Covid-19, que estarão disponíveis em doses limitadas já no final de outubro

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos pediu às autoridades estaduais de saúde pública que se preparem para distribuir uma potencial vacina contra o coronavírus para grupos de alto risco no final de outubro ou início de novembro, mostraram documentos publicados pela agência ontem (2).

O momento de distribuição de uma vacina assumiu uma importância política nos Estados Unidos, já que o presidente Donald Trump busca a reeleição em novembro, depois de investir recursos federais substanciais no desenvolvimento de vacinas.

LEIA MAIS: Fundação Lemann e empresas investirão R$ 100 milhões em fábrica de vacina contra Covid-19 no Brasil

“Para fins de planejamento inicial, o CDC forneceu aos Estados certas hipóteses de planejamento enquanto eles trabalham em planos estatais específicos para a distribuição de vacinas, incluindo a possibilidade de quantidades limitadas de vacinas em outubro e novembro”, disse um porta-voz do CDC à Reuters.

O “New York Times” havia informado anteriormente que o CDC contatou autoridades em todos os 50 Estados e cinco grandes cidades.

O maior especialista em doenças infecciosas do país, Anthony Fauci, disse ontem à “MSNBC” que, com base na taxa de inscrição de pacientes nos ensaios de vacina contra a Covid-19 em andamento, poderia haver dados clínicos suficientes para saber até novembro ou dezembro que uma das vacinas é segura e eficaz.

Os documentos postados online pelo “New York Times” mostraram que o CDC está se preparando para uma ou duas vacinas contra Covid-19, que estarão disponíveis em doses limitadas já no final de outubro.

As vacinas podem estar disponíveis gratuitamente para grupos de alto risco, incluindo serviços de saúde, pessoal de segurança, moradores e funcionários de instalações de cuidados de longa duração da Covid-19, afirmou a agência nos documentos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).