Pai de Bill Gates morre aos 94 anos

Forbes
Forbes

Bill Gates Sr. é conhecido por ter inspirado feitos filantrópicos de Bill e Melinda

Bill Gates Sr., pai de um dos mais famosos empreendedores de tecnologia da história moderna, morreu aos 94 anos. Em um post no Instagram, Bill Gates compartilhou a notícia, dizendo “Nunca parei de aprender com sua sabedoria, bondade e humildade”.

Gates também atribui a seu pai o incentivo a ele e a Melinda para fazer doações. “Melinda e eu temos uma dívida especial com ele porque seu compromisso em servir à comunidade e ao mundo ajudou a inspirar nossa própria filantropia.”

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Quatro anos atrás, entrevistei Bill Gates Sênior por e-mail sobre como foi criar seu ilustre filho, Bill Gates, e o papel que ele desempenhou no incentivo à filantropia de Bill e Melinda.

Na época, ele escreveu:

Minha falecida esposa, Mary, acreditava firmemente em uma ideia do evangelho segundo Lucas: “A quem muito for dado, muito se lhe exigirá”. Desde o início, ela incutiu esse valor importante em nossa família.

À medida que a riqueza da Microsoft crescia, Bill e Melinda começaram a receber muitas cartas de organizações sem fins lucrativos na área de Seattle, onde vivíamos, pedindo contribuições de caridade. Mas, naquela época, era difícil para eles dedicarem tempo a esse tipo de coisa, porque criar uma família e administrar uma grande empresa era algo em tempo integral, e ter uma fundação familiar privada também não é uma operação simples. E o plano de Bill e Melinda era levar a filantropia a sério depois que Bill se aposentasse da Microsoft. Isso mudou depois que Mary ficou muito doente com câncer e faleceu em 1994, e eu me aposentei do meu escritório de advocacia.

Alguns meses depois, enquanto esperávamos na fila de um filme, sugeri a Bill e Melinda que, com a mudança de minha condição de vida, talvez eu pudesse ajudar em suas atividades de caridade. Achei que seria um trabalho de aposentadoria divertido para mim e um benefício para eles se eu revisasse os pedidos de doação e os administrasse. Liguei para Bill cerca de uma semana depois ver se ele aceitava, e ele disse: “Bem, pai, nós decidimos que vamos estabelecer uma fundação com US$ 100 milhões”. Fiquei surpreso e encantado. Não muito depois disso, preenchi o primeiro cheque: US$ 80 mil para um programa local de tratamento câncer.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).