Príncipe Harry e Meghan fazem apelo ao Reino Unido por fim do “racismo estrutural”

Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

O duque e a duquesa de Sussex fizeram vários comentários sobre questões raciais desde que deixaram suas funções oficiais na família real

O príncipe britânico Harry e sua esposa, Meghan, pediram o fim do “racismo estrutural”, dizendo que trava o desenvolvimento de jovens de ascendências diversas na mais recente investida deles em questões politicamente sensíveis, geralmente evitadas pela família real britânica.

Em uma entrevista para o jornal “The Evening Standard”, Harry disse que o Reino Unido poderia ser um lugar melhor se os brancos entendessem mais sobre aqueles “de pele diferente”.

LEIA MAIS: Família real britânica tem déficit de US$ 44 milhões, mas diz que não pretende pedir dinheiro

“Enquanto existir racismo estrutural, haverá gerações de jovens de cor que não começam suas vidas com a mesma igualdade de oportunidades que seus pares brancos”, escreveu o casal em artigo para o jornal.

O duque e a duquesa de Sussex fizeram vários comentários sobre questões raciais desde que deixaram suas funções oficiais na família real no final de março e se mudaram para a Califórnia.

Harry, de 36 anos, afirmou ao Standard que foi despertado para as questões enfrentadas pelos negros e outras minorias étnicas desde que conheceu Meghan, cujo pai é branco e a mãe é afro-americana.

“Eu não estava ciente de muitas das questões e dos problemas dentro do Reino Unido e também globalmente. Eu achava que sabia, mas não sabia”, disse ele.

“Não se trata de apontar o dedo, não se trata de culpar. Serei a primeira pessoa a dizer, de novo, que se trata de aprender”, declarou Harry ao jornal. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).