NBA e jogadores acertam acordo financeiro para temporada 2020-21 de 72 jogos

Mike Ehrmann/Getty Images
Mike Ehrmann/Getty Images

O acordo financeiro entre a NBA e os jogadores mantém as cifras na última temporada da liga

A Associação Nacional de Basquete dos Estados Unidos (NBA) e a Associação Nacional de Jogadores de Basquete dos EUA (NBPA) chegaram a um entendimento em princípio a respeito de um acordo de negociação coletiva (CBA) para a temporada 2020-21, que começa em 22 de dezembro, comunicaram ambas entidades.

Na semana passada, a NBPA aprovou a data de início da nova temporada, que terá um calendário reduzido a 72 jogos. Após uma reunião ontem (9), a entidade e a NBA disseram em um comunicado conjunto que o teto salarial será de US$ 109.140 milhões e que o nível tributário será de US$ 132.627 milhões.

LEIA MAIS: Os times mais valiosos da NBA: Los Angeles Lakers e Golden State Warriors alcançam US$ 4 bilhões

As duas cifras são as mesmas da última temporada, noticiou a mídia norte-americana na noite ontem.

“Em temporadas subsequentes da CBA, o teto salarial e o nível tributário aumentarão um mínimo de 3% e um máximo de 10% em relação à temporada anterior”, acrescentou o sindicato da liga e dos jogadores.

“Um novo sistema será usado para garantir a divisão de renda relacionada ao basquete (BRI) acertada entre as partes.”

“No caso de a remuneração dos jogadores exceder a parte designada aos jogadores em qualquer temporada, reduções salariais necessárias além da caução padrão de 10% serão aplicadas no decorrer daquela temporada e possivelmente nas duas temporadas seguintes, e sujeitas a uma redução salarial máxima de 20% em qualquer temporada.”

O acordo ainda depende de uma votação da Comissão de Governadores da liga. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).