Donata Meirelles: Conheça Liana Moraes, a mulher no comando de um dos melhores hospitais do mundo

Atual conselheira e gestora da organização, Moraes iniciou sua trajetória no hospital A.C.Camargo Cancer Center como voluntária .

Donata Meirelles
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Formada em administração de empresas pela FAAP, Liana é apaixonada pelo seu trabalho

Acessibilidade


A trajetória profissional de sucesso de Liana Moraes no hospital A.C.Camargo Cancer Center – um ícone paulistano – começou há duas décadas. O contato inicial foi quando seu sogro estava sendo tratado na entidade e, na sequência, ela se engajou no setor de voluntariado – criado nos anos 1940 pela mulher de sucesso Carmen Prudente (1911-2001), pioneira no combate ao câncer no país – do qual se tornou presidente. Hoje Liana é conselheira e atua nos comitês de gestão, que fazem parte do novo modelo de governança. No momento, encontra-se exultante, com a abertura de mais uma unidade, no Itaim Bibi, a terceira na capital paulista. Já está em andamento a quarta unidade, dessa vez na Zona Leste, a mais populosa da cidade.

“Muita gente não sabe, mas a qualidade da medicina brasileira é excelente e reconhecida em todo o mundo. Alguns dos maiores oncologistas do Brasil formaram-se aqui no A.C. Ca-margo”, informa Liana com muito orgulho. Sem falar que no ranking World’s Best Hospitals 2020, publicado pela revista Newsweek, o A.C. Camargo é o número 32 entre 180 instituições internacionais.

Apaixonada por seu trabalho, ela conta: “Gosto de saber o que está acontecendo e me envolver em todos os departamentos para poder tomar boas decisões. As revisões de processos são constantes, visando atender as necessidades dos pacientes e o bom desempenho do corpo clínico”.

Formada em administração de empresas, pela FAAP, não diminuiu o ritmo de atividade durante a quarentena: “Mesmo em casa, com a família, tenho relatórios para ler, o que me mantém ocupada”. Aliás, a leitura é um de seus refúgios para driblar a rotina e os livros de história são seus favoritos. “Estou lendo sobre as seis esposas de Henrique VIII, o rei inglês, e vendo a série sobre Catarina de Aragão, que foi a primeira delas”, dá a dica.

Um desejo para o futuro? “Trabalhar até o último dia da minha vida.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Dress Code: por dentro e por fora

Quem Ama Roupartilha

Divulgação
Divulgação

Natalia Hohagen encontrou, durante a pandemia, uma maneira de utilizar a moda como ferramenta de transformação social

“O que não falta no Brasil são pessoas necessitando de algum tipo de ajuda”, afirma Natalia Hohagen, a jovem de 24 anos que encontrou, durante a pandemia, uma maneira de utilizar a moda como ferramenta de transformação social. Em uma ação entre amigas, ela inicialmente reuniu 30 mulheres – entre stylists e influencers – mais algumas marcas para doarem peças de acervo e realizar um leilão online, com renda revertida para instituições e comunidades impactadas pela Covid-19.

A iniciativa, batizada Roupartilhar, viralizou e, de março até agora, arrecadou cerca de R$ 150 mil, auxiliando nove instituições e duas comunidades em São Paulo e no Rio de Janeiro. O Roupartilhar virou site – onde acontecem os leilões – e está no Instagram. Natalia faz questão de ressaltar a boa qualidade das peças e uma curadoria impecável nesse esforço solidário coletivo de sucesso.

Para doar, conferir as peças e fazer um lance, acesse: @roupartilhar roupartilhar.com

Veja também, na galeria abaixo, quais são as escolhas de moda da estação. Um spoiler: o toque artesanal está em alta, tanto quanto as temperaturas. Só sucessos!

  • Sicília Tropical

    Sandália Dolce & Gabbana: Delírio éxotique com um pé no Mediterrâneo e outro na Amazônia. Palha, madeira, couro e corda. Sexy e irresistível.

    Reprodução/Forbes
  • Brilho Brasil

    Pulseira Festejo, da coleção Mandacaru, da Sauer: ouro, esmeralda e diamantes, uma celebração às riquezas do país.

    Reprodução/Forbes
  • Joia do Deserto

    Linhas egípcias, turquesa do Arizona, ouro, ébano e turmalina Paraíba nos brincos de Silvia Furmanovich.

    Reprodução/Forbes
  • A Hora da Estrela

    La Demoiselle: edição limitada, de platina, da versão feminina do relógio de pulso criado por Santos Dumont, em parceria com a Cartier, em 1907.

    Reprodução/Forbes
  • Feminina e Poderosa

    Fendi, uma experiência artesanal única e irretocável: bolsa de ráfia macramê com alça destacável, detalhes de couro e metal dourado.

    Reprodução/Forbes

Sicília Tropical

Sandália Dolce & Gabbana: Delírio éxotique com um pé no Mediterrâneo e outro na Amazônia. Palha, madeira, couro e corda. Sexy e irresistível.

Com Mario Mendes e Antonia Petta

Donata Meirelles é Consultora de estilo, atua há 30 anos no mundo da moda e do lifestyle

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: