Como lidar com a insegurança no mercado de trabalho

O mercado pode ser extremamente competitivo e a pressão diária pode ser sufocante, mas é possível dar um up na confiança para tornar os dias mais leves.

Carol Sandler
Compartilhe esta publicação:
Chuanchai Pundej/EyeEm/Getty Images
Chuanchai Pundej/EyeEm/Getty Images

A pressão do dia a dia pode acabar afetando a produtividade no trabalho e gerando mais insegurança

Acessibilidade


Não basta estar inserido em um mercado de trabalho extremamente competitivo: hoje, o profissional precisa lidar com o medo de uma pandemia, da crise e do desemprego.

Recebo muitos relatos de leitoras à beira do burnout porque a pressão é grande demais. Isso acaba afetando o desempenho no trabalho – o que, por sua vez, acaba as deixando ainda mais inseguras.

Muitos descontam em compras, por acreditarem que uma roupa X ou relógio Y os deixarão mais seguros. Sim, estes itens carregam status. Mas será que a solução vem de fora?

O que fazer diante desta bola de neve de insegurança, gastos desnecessários e instabilidade?

1) Mostre uma postura segura

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ninguém é uma fortaleza – e você não é obrigado a fingir que é. No entanto, em um ambiente profissional, é importante ajustar a forma com que você se comunica e se porta, especialmente em casos de atendimento ao público.

Não é preciso fingir nem nada do tipo: basta procurar solucionar problemas, mesmo que você não esteja diretamente envolvido, e estar disposto a contribuir. Em vez de centralizar e segurar informações, delegue e compartilhe. Seus colegas também agradecerão.

2) Mas saiba quando ceder

Nem sempre matar todas as demandas no peito é a melhor forma de mostrar segurança. Aliás, o acúmulo de tarefas só deixará a sensação de estar pifando ainda maior. Quando se sentir sobrecarregado, procure apoio em sua equipe.

3) Saiba o que está fazendo

Quanto mais você dominar seu trabalho, mais segurança você mostrará.

Os procedimentos que precisam estar na ponta da língua variam de acordo com a profissão. Por exemplo, se você for da área da saúde, deve saber de cor uma lista de processos, orientações, procedimentos e normas.

Porém, isso também se aplica a educadores financeiros, contadores, advogados, jornalistas, enfim.

Como ter tudo isso na cabeça? A chave está no próximo passo.

4) Busque qualificação

Já ouviu falar sobre lifelong learning? É um conceito que entende que a jornada de um profissional não acaba na graduação ou pós-graduação, tampouco no mestrado ou doutorado.

O mercado de trabalho pede constante estudo.

Este não deve ser um novo fator de pressão para você se sentir mais inseguro ou cansado. Penso que estudar é uma ferramenta – uma forma de atualizar minha forma de ver o mundo, oferecer meu melhor e, claro, me sentir mais segura.

Conhecimento é poder.

5) Lide com as incertezas

Conviver em sociedade implica entender que nós, humanos, somos instáveis – assim como o ambiente, a economia e tantos outros fatores que fazem parte do mundo.

Então, enquanto houver vida, haverá incertezas. Entender que elas existem e reconhecer suas limitações é o primeiro passo para lidar melhor com elas.

Viver pede coragem. A nós, cabe entender que alguns fatores podem ser controlados – como nossa postura, conhecimentos adquiridos e diligência em cada passo profissional. Apenas confiando na sua capacidade profissional será possível resolver problemas e reduzir as situações de risco.

Reconheça suas limitações, peça ajuda e compartilhe com sua equipe. Será mais fácil lidar com esses sentimentos em conjunto.

Carol Sandler é jornalista, educadora financeira e fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de educação financeira para mulheres. É apresentadora do podcast “Meu Dinheiro, Minhas Regras” e colunista da Rádio Bandeirantes. Autora dos livros “Dinheiro Nasce em Árvore?” e “Detox das Compras”, além de coautora do “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos”. Instagram: @financasfemininas

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: