Priscila Monteiro, empresária de comunicação, aconselha: “não confunda pessoa física com pessoa jurídica”

Gerson Lirio
Gerson Lirio

Priscila Monteiro acaba de abrir sua própria agência de comunicação após dez anos de trabalho na gigante do luxo LVMH

Até fevereiro deste ano, Priscila Monteiro ocupava cargo muito almejado por profissionais da área da comunicação corporativa. Ela era head de Relações Públicas para a América Latina da Dior, uma das marcas mais cintilantes do conglomerado de luxo LVMH – que abriga sob seu guarda-chuva nomes como Louis Vuitton, Givenchy, Céline e, recentemente, Tiffany.

Há algumas semanas, através de suas redes sociais, a executiva de sucesso – com passagem pela gigante dos cosméticos L’Oréal – informou que estava partindo para a carreira solo. Priscila Monteiro acaba de abrir agência de comunicação própria que leva seu nome.

“Percebi que era o momento de dar um outro passo profissional e agora não é mais apenas um ‘emprego’, é o meu trabalho”, diz confiante e com entusiasmo renovado. “Constatei nos últimos tempos que as marcas continuam a ter muita necessidade de aconselhamento por parte de profissionais de comunicação, porém as estruturas das empresas estão cada vez mais enxutas”, explica Priscila que enxergou aí uma oportunidade de negócios: trabalhar para diversas marcas de maneira independente.

Assim nasceu a Agência Priscila Monteiro, prestando serviços de comunicação em 360 graus – englobando tanto a imprensa tradicional quanto as mídias digitais, todos os públicos de interesse e, claro, o consumidor final – para marcas nos segmentos de moda, beleza e lifestyle. E não apenas para grandes marcas, avisa. “Tamanho não é documento. Penso em marcas que tenham um diferencial, com uma boa história, com uma consciência humanitária. Meu olhar é muito mais butique”, define.

Priscila Monteiro formou-se em Jornalismo pela UERJ, com pós-graduação em História da Moda – pela Estácio de Sá – e
Comunicação Corporativa – pela ESPM. Começou no jornalismo diário, em “O Dia”, trabalhando com a jornalista de moda Regina Martelli. Em seguida foi para o “Jornal do Brasil”, como assistente na coluna da icônica Danuza Leão e depois cobrindo moda para a “Revista Domingo” onde, entre outros, assinou brilhante perfil contando a ascensão e queda do estilista Ocimar Versolato na cena fashion internacional.

Mas aí aconteceu o telefonema de uma headhunter propondo trabalho no segmento luxo de uma multinacional da beleza. “A princípio eu não me interessei muito, mas minha curiosidade jornalística falou mais alto e, quando percebi, já estava seduzida pelo trabalho corporativo na L’Oréal”, conta.

Foi com essa bagagem que ela desembarcou na LVMH, onde permaneceu dez anos, na comunicação das marcas Louis Vuitton e Dior. Nessa última, conta com orgulho ter colaborado para quebrar a resistência que havia na casa em relação à comunicação com influencers digitais.

Mineira criada no Rio de Janeiro, Priscila Monteiro equilibra discrição e charme. Há dez anos vive em São Paulo, é mãe de um garoto de 16 anos e, como boa “garota carioca”, gosta de sol – “tomar sol faz bem para nossa sanidade mental” – e de mergulhar no mar.

A seguir, Priscila Monteiro, #MulherdeSucessoResponde:

Donata Meirelles: Com qual mulher de sucesso da História você mais se identifica?

Priscila Monteiro: Helena Rubinstein. Se hoje as mulheres enfrentam preconceitos e desigualdade, imagine o que ela passou, na virada do século passado, até se tornar a maior empresária da indústria da beleza no mundo. Mesmo sem se encaixar nos padrões estéticos, ela possuía uma grande autoestima e criou uma persona de sucesso. Ela revolucionou e modernizou o segmento de cosméticos, resumindo tudo em uma frase: “Não existem mulheres feias, existem mulheres mal cuidadas”.

DM: Qual sua maior conquista, profissional e pessoal?

PM: Pessoal é nunca ter descuidado do meu filho, da família e dos afetos por conta do trabalho. Muita gente se confunde, não cuida bem desse lado e, quando o trabalho falta, se vê só, sem ninguém. Profissional foi no dia 1º. de julho de 2013, quando vi meu primeiro desfile de alta costura trabalhando para na comunicação da Dior. Raf Simons, que era diretor criativo da marca, fez uma homenagem aos continentes, à cultura global. Ainda tive o privilégio de acompanhar a sessão de fotos da coleção, feita por Patrick Demarchelier. Além de presenciar a magia da alta costura, percebi naquele momento que havia atingido uma importante posição profissional. Foi inesquecível.

DM: Não confunda sucesso com…

PM: Dinheiro. Sem dúvida o dinheiro é uma consequência, mas existem outras coisas mais importantes que representam o sucesso, como o respeito e o reconhecimento pelo trabalho realizado. Sucesso é algo bastante amplo.

DM: Que qualidades você mais admira em uma pessoa?

PM: Coerência e humildade. Uma pessoa coerente conquista a confiança de todos. Sobre humildade, tem a frase que ouvi do arquiteto Edo Rocha e diz tudo: “Quem se acha não se encontra”.

DM: Qual o seu maior luxo não material?

PM: Minha capacidade de me desligar totalmente do trabalho nos fins de semana. Outro luxo é cozinhar, que aprendi durante a quarentena.

DM: Se você pudesse ser um animal, qual seria? Por quê?

PM: Uma raia-chita. Recentemente descobri uma nova paixão, o mergulho e tenho observado que as criaturas marinhas são muito elegantes. A raia-chita é sinuosa como uma sereia, toda pintadinha e tem uma carinha muito fofa. Viver no mar deve ser bem gostoso.

DM: Qual a sua filosofia de vida?

PM: Não confunda pessoa física com pessoa jurídica.

Donata Meirelles: Donata Meirelles é consultora de estilo e atua há 30 anos no mundo da moda e do lifestyle.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).