Para Helena Bordon, influenciadora e empreendedora de moda e wellness, “a verdadeira beleza é a beleza de cada um”

Lançamentos da marca de skincare Hela Beauty, ainda para 2021, incluem protetor solar, produto para os olhos e linha para gestantes.

Donata Meirelles
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

“Nossos lançamentos são basicamente o que eu usei na gravidez”, diz Helena sobre produtos para gestantes

Acessibilidade


A influenciadora e empreendedora Helena Bordon só tem razões para comemorar. Sua marca de skincare Hela Beauty – há menos de um ano no mercado – tem conquistado consumidores e prepara lançamentos. Já a By Helena Bordon – de óculos e vestuário – lançada há seis anos, exibe boa musculatura, registrando crescimento mais que expressivo no momento. Para completar a celebração, o melhor de tudo: Helena está prestes a ser mãe pela primeira vez. O pequeno Humberto – mesmo nome do pai – deve chegar nos próximos dias de outubro. “Já avisei no trabalho: em novembro não me liguem, estarei cuidando do bebê”, adianta.

Afinal, Helena trabalhou duro durante toda a gravidez – eu, como mãe, sei o quanto e tenho acompanhado, com muito orgulho, o seu crescimento profissional todos esses anos. Inclusive, ela se empenhou nos três lançamentos Hela Beauty, ainda para 2021: o protetor solar, um produto dedicado aos olhos e a linha para gestantes (manteiga para estrias, sérum antimanchas e sérum antiacne). “Percebi que havia um gap no mercado de produtos para gestantes, justamente por elas não poderem usar certas substâncias. Somente uma marca se dedicava a esse segmento. Nossos lançamentos são basicamente o que eu usei na gravidez”, observa Helena.

LEIA MAIS: Donata Meirelles: Silvia Furmanovich sobre nova coleção de joias: “Trabalho em colaboração com os artesãos dos locais que me servem de inspiração”

Resultado da sociedade com a médica dermatologista Alessandra Fraga – formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo – a Hela nasceu no dia 22 de dezembro de 2020. Nas plataformas digitais é definida pela dupla como “marca de skincare clean, vegana e baseada em princípios ativos naturais concentrados e de alta performance”.

“É um momento especial de estruturação da empresa”, conta Helena. “Montamos um escritório, na Vila Olímpia, para reunir o time na volta ao trabalho presencial e também estamos contratando pessoal”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A marca conta com seis produtos, seguindo o passo a passo básico de skincare, do mousse de limpeza até o potente sérum hidratante “Não são produtos ‘Cinderela’, que você aplica e fica deslumbrante. Por serem terapêuticos, é o uso constante que mostra os resultados”, informa. Na linha Hela Concept, de acessórios, há o cooler – para manter os produtos na temperatura ideal – e um moletom.

A comercialização acontece na plataforma digital da marca e através do e-commerce Sephora – em breve, também em quatro lojas físicas da rede de cosméticos: “Para o consumidor conhecer e entender melhor a experiência sensorial dos produtos”.

Já a marca Helena Bordon existe há seis anos – em sociedade com Marcelo Figueiredo – e foi iniciada pela linha de óculos que hoje está em 60 lojas multimarcas no Brasil e 5 no exterior. Há dois anos foi lançada a linha de roupas Helena Bordon Essentials. “É basicamente tudo que eu sentia falta no meu armário e não achava no mercado brasileiro”, define a empresária.

“É 100% o meu estilo e sem a intenção de seguir as temporadas ou lançar tendências”, diz Helena. O requinte está nos materiais, no acabamento e na paleta de cores. A surpresa veio durante a pandemia, quando o e-commerce bombou e “um dia chegamos a vender 600 moletons em cinco minutos! Acabou o estoque. Não fazia ideia que tanta gente ia gostar de moletons laranja e lilás”.

Com uma loja aberta em agosto do ano passado, no Shopping Cidade Jardim, desde então a marca Helena Bordon experimentou um crescimento de 250% em vendas presenciais – e mais de 300% no online.

Com um sorriso maroto, Helena se diverte lembrando de um detalhe: “Nosso primeiro escritório foi no estacionamento do subsolo do shopping. Por isso, costumo dizer que não foi só Steve Job que começou um negócio na garagem”.

A seguir, alguns momentos da nossa conversa.

No olho do furacão

“A dra. Alessandra e eu nos conhecemos há 8 anos e sempre falávamos em lançar alguma coisa juntas, a partir dos produtos que ela manipulava para seus pacientes. Mas era mais uma conversa do que um planejamento de negócios. No meio da pandemia, Alessandra me ligou e disse que estava decidida a tirar o projeto do papel. Acho que, durante a pandemia, muita gente deu andamento a antigos desejos. O mercado do skincare estava crescendo como nunca, com todo mundo se observando muito mais por conta do trabalho remoto e todas aquelas conexões via Zoom. Começamos o projeto em março e em dezembro tinha produtos Hela Beauty no mercado. São os produtos manipulados por ela que eu já usava há tempos.”

Eureka!

“O nome Hela Beauty surgiu porque o Nizan Guanaes, meu padrasto, me aconselhou a manter minhas iniciais na nova marca. Aí, um dia eu estava em Trancoso e a Alessandra me ligou. Começamos a pensar em nomes e a minha cunhada, Ma Melzer, que estava comigo sugeriu: Hela. Ela explicou que tem o H de Helena e, ao contrário, vira Aleh, de Alessandra. Juntei o B, de Beauty, e batemos o martelo.”

Palavra dos especialistas

“Eu ouço muito os influenciadores de skincare porque eles são muito informados, lêem todas as embalagens dos produtos e questionam tudo o tempo todo. Fizemos um Zoom com 20 influenciadores e eles estavam não só sabendo de tudo como deixaram claro que sempre tem algo novo para aprender. Acho fascinante.”

Beleza responsável

“Produtos não veganos costumam ter um prazo de validade maior, porém nosso compromisso na Hela é social e ambiental. Não tem como lançar uma marca de skincare – ou em qualquer outro segmento – sem ter essa preocupação, essa responsabilidade. E nossas embalagens – com exceção do mousse de limpeza, são de vidro.”

Beautiful people

“Como estamos há menos de um ano no mercado, somente agora começamos a conhecer melhor o nosso público consumidor. Varia em uma faixa etária entre 20 e 70 anos, com ênfase do 20 aos 40. Pessoas acima dos 4o costumam perguntar se os produtos são para ‘peles maduras’. São para todos os tipos e tons de pele. Aliás, uma de nossas hashtags é #postyourbeauty, para encorajar as pessoas a postarem as imagens onde elas se sentem bonitas. A verdadeira beleza é a beleza de cada um.”

Devagar e sempre

“Bem que no meio disso tudo, é claro que eu também queria lançar uma linha de roupas para gestantes. Depois pensei: ‘Calma, aí já é demais!’.”

Resumo da ópera

“Sucesso é estar bem e feliz com você mesmo.”

Donata Meirelles é consultora de estilo e atua há 30 anos no mundo da moda e do lifestyle.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: