João Branco: Há um trabalho que só você pode fazer

Já parou para pensar que existem coisas que só você seria capaz de realizar? Em algumas situações, você terá muito mais facilidade para lidar com as tarefas do que qualquer outra pessoa.

João Branco
Compartilhe esta publicação:

Dizem que ninguém é insubstituível. Será? Quem substituiu o Pelé? Steve Jobs? Michael Jackson? Será que o Hamilton pode ser comparado ao Ayrton Senna? Lebron James é o novo Jordan?

Acessibilidade


Concordo com a primeira frase desse texto apenas em partes. Em pequenas partes, na verdade. Porque entendo que as cadeiras não vão ficar vazias. Quando saímos dela, alguém ocupa esse espaço. Mas isso não significa que não há diferença entre as pessoas que se sentarem lá.

A fila anda, mas cada indivíduo é diferente. E isso não vale apenas para as estrelas que citei acima. Repare: ninguém, absolutamente ninguém, sabe exatamente as mesmas coisas que você sabe. Ninguém tem o mesmo conjunto de habilidades e talentos que você. Nenhuma outra pessoa entre os oito bilhões de humanos na face da Terra tem o mesmo inventário de memórias, emoções e capacidades que você. Não é só a sua impressão digital que te diferencia. Você é único.

VEJA TAMBÉM:Homens aderem ao transplante capilar de barba

É curioso lembrar que até mesmo quando você copia alguém, a sua cópia é única. Isso não significa que você é melhor ou pior que as outras pessoas. Apenas constata que “só você é você”. E que só você poder fazer o que você faz, como você faz.

Já parou para pensar que talvez exista coisas que só você seria capaz de fazer? Ou que há situações em que você tem muito mais facilidade para lidar do que a maioria das pessoas? Ao mesmo tempo, você deve ter dificuldades que pouca gente tem. Vou confessar algumas das minhas: sou péssimo com datas, não consigo andar de skate de forma alguma e não tenho a menor habilidade para tocar violão. Por outro lado, tenho uma memória fora do normal para rostos, faço contas com muita facilidade e sou capaz de observar manias de qualquer pessoa muito rapidamente. Apenas alguns exemplos de características que fui descobrindo em mim. E você, conhece as suas?

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Usei exemplos que parecem bobos, mas essa reflexão é importante. Saber as suas limitações e potenciais te ajudam a entender que tipo de frutos você pode dar. Quais são os elogios (verdadeiros, não de bajuladores) que você mais recebe? Quais os feedbacks mais frequentes que você escuta? Essas frases são presentes que chegam aos seus ouvidos todos os dias, ensinando algo sobre você mesmo.

Com o tempo, vamos percebendo nossas aptidões. E a mágica acontece quando conseguimos usá-las para algo proveitoso. Algo que é útil para os outros, que melhora o ambiente, que faz uma diferença positiva no mundo.

Peça para eu tocar violão andando de skate em um velório e você terá o pior que eu posso entregar. Essa é a combinação perfeita do uso das minhas piores habilidades com o pior contexto, onde essas coisas não são necessárias. Mas o oposto também é verdadeiro. Você já foi consultado por uma médica excelente que rapidamente resolveu um problemão de saúde que te atormentava? Como é bom ter gente ao nosso redor usando suas melhores habilidades para nos ajudar.

Seus clientes e colegas de trabalho também têm “dores”. Quando você resolve um problema crônico do seu cliente, você não fez apenas um bom negócio… você melhorou a vida dele. Quando você deixa o trabalho de alguém da sua equipe mais legal, você deixou a vida dessa pessoa mais legal. Todos os dias, através do trabalho, temos a oportunidade de deixar contribuições assim.

Pode parecer romântico demais, mas, se você parar para pensar, vai perceber claramente que é através do trabalho das outras pessoas que colocamos mais conforto, facilidade, economia, alívio e outras coisas boas no nosso dia a dia. 

Usar as suas habilidades mais destacadas para impactar positivamente as pessoas que estão ao seu redor: está aí o melhor trabalho que você pode fazer como ninguém.

 

João Branco é CMO do McDonald’s.  linkedin.com/in/falajoaobranco / Instagram @falajoaobranco

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: