México: quanta beleza!

Se me perguntarem o que a pandemia trouxe de bom - minha única resposta seria: México.

Rafael Azzi
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Vista de Polanco, uma das principais regiões comerciais e residenciais da Cidade do México

Acessibilidade


Moro em Nova York e viajo muito. Toda vez que saí dos EUA durante 2020 e 2021 tive que fazer a quarentena no México, que é um país que conhecia muito pouco e que se não fosse pela situação provavelmente ia continuar conhecendo pouco.

O resultado de tantas idas e vindas é uma lista de lugares paradisíacos, hotéis maravilhosos e restaurantes imperdíveis!

LEIA TAMBÉM: Old school is cool: restaurantes de NY que são experiências inesquecíveis

Um roteiro ideal para mim é passar alguns dias na Cidade do México e depois conhecer alguma cidade México a dentro.

A Cidade do México tem hotéis para todos os gostos – de hotéis boutique super charmosos até gigantes como Hyatt, Four Seasons e o St. Regis. Geralmente todos ficam em Polanco (como se fosse os Jardins em SP) ou em Condesa (misto de Vila Madalena com Pinheiros). Meus prediletos são o Hyatt – bem corporativo, mas com ótima localização, vista da cidade toda e no lobby tem o melhor sushi da cidade, Yoshimi.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Se preferir algo mais íntimo, o Condesa DF – do Grupo Habita, é um hotel boutique super charmoso, com ótimo serviço e um rooftop lindo, no coração de Condesa. E falando no Grupo Habita, todos os hotéis são lindos. Não tem erro!

O que não falta na Cidade do México são restaurantes bons, aqui vai uma lista dos últimos que eu fui e adorei:

Elly’s

Mix de bar com restaurante dentro de uma casa construída em 1933 super bem conservada. Drinks e comidas maravilhosas.

Botánico

O nome já diz tudo, parece que você está dentro de um jardim, lindo, e também fica em uma casa art déco em Condesa. Vale a pena a visita.

Máximo Bistrot

Restaurante super bacana em Roma Norte – com um menu super sacado que mistura a comida mexicana com outras cozinhas – a visita já vale pelo lugar que é lindo.

Lardo

Um dos meus prediletos e sempre vou para café da manhã ou almoço, fica em Condesa – lugar descontraído, gente do mundo todo com ótimas opções saudáveis ou nem tanto para comer.

Outras cidades no México

Decidir para onde ir fora da Cidade do México é tarefa difícil pois tem muita opção legal. Se preferir não pegar avião, San Miguel de Allende é a melhor e mais famosa opção. A cidade é linda, cheia de hotéis, restaurantes e galerias de arte. Dos últimos anos para cá ela foi inundada por turistas de todo o mundo, mas isso não tira seu charme.

Um pouco menos conhecida fica Oaxaca City (dentro do estado de Oaxaca). Uma maravilha, cheia de cultura e uma arquitetura de cair o queixo. É impossível andar um quarteirão sem tirar foto. O Escondido Hotel é onde fico e adoro. Para jantar, não deixe de conhecer o Crioulo. Comida típica local.

Se estiver procurando praia, a Baja California Sur, foi uma surpresa e tanto pra mim. A cor do mar e aquele verde-água com azul – as praias são lindas – tem alguns povoados e hotéis muito especiais. Lá tem uma cidade chamada Todos Los Santos – que é o que eles chamam de “Pueblo Mágico’’ e o nome faz jus. É mágica! Perto dali tem o Paradero Hotel, San Esteban, La Baja Club (fica em La Paz).

Acho que deu para passar um gostinho do México. Vou parar por aqui e deixar as outras dicas para uma próxima coluna!

Rafael Azzi é publicitário formado pela FAAP. Fundador da Agência de Relações Públicas e Business Development AZZI+CO, com sede em Nova York e escritório em São Paulo, onde passa parte de seu tempo. Especialista no mercado de luxo, atualmente cursa Masters em Liderança Criativa na Berlin School of Creative Leadership, em Berlim, e faz parte dos boards da BRAZIL FOUNDATION e IPTI, organizações que levantam fundos nos Estados Unidos e ajudam entidades filantrópicas no Brasil.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: