Largue o cigarro e tenha fôlego para o que vale a pena

Tabagismo ainda é o principal fator de risco para o câncer pulmonar; é fundamental abandonar o vício a qualquer tempo

Fernando Maluf
Compartilhe esta publicação:
JGI/Tom Grill/Getty Images
JGI/Tom Grill/Getty Images

É importante ficar longe do cigarro e adotar hábitos de vida mais saudáveis para evitar o câncer de pulmão

Acessibilidade


No Brasil, o câncer de pulmão não é o tipo de tumor mais incidente na população, mas é o mais letal. Para os mais de 30 mil novos casos por ano, uma notícia relevante é que as opções de tratamento têm evoluído rapidamente, com medicamentos novos que melhoram a sobrevida e qualidade de vida dos pacientes.

Uma questão complexa que envolve a doença é o diagnóstico, que ocorre geralmente em fases avançadas, reduzindo as chances de tratamentos efetivos. Colocar o câncer de pulmão em evidência é um dos maiores desafios de saúde pública na atualidade.

LEIA TAMBÉM: Muito prazer, saúde! Os bons hábitos na prevenção do câncer

O tabagismo ainda é o principal fator de risco para o tumor pulmonar. Por isso, é fundamental que os tabagistas sejam encorajados a largar o cigarro e a entender como é importante fazê-lo, a qualquer tempo.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a poluição do ar, infecções pulmonares de repetição, a doença pulmonar obstrutiva crônica, fatores genéticos e histórico familiar também favorecem o desenvolvimento deste tipo de tumor.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

É importante ressaltar que hoje já existe rastreamento, com tomografia do pulmão, especialmente indicada para fumantes ou ex-fumantes, que consegue detectar a doença em estágio inicial e aumentar a chance de cura. Em geral, é indicada para pessoas acima dos 50-55 anos, com histórico importante de tabagismo.

No fim do ano passado, o Instituto Vencer o Câncer lançou um vídeo, criado em parceria com a agência Ogilvy Brasil, que reforça os motivos pelos quais vale a pena perder o fôlego, como bons momentos em família, para vencer o câncer de pulmão. A conversa com o médico sobre sinais da doença e o check-up periódico reforçam as ações de autocuidado que todos nós devemos adotar.

Convido você a assistir ao vídeo do instituto e refletir sobre a importância de cuidar de sua saúde, de ficar longe do cigarro e adotar hábitos de vida mais saudáveis. Perca o fôlego pelo que vale a pena!

Fernando Maluf é cofundador do Instituto Vencer o Câncer e professor livre-docente da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: