No ponto: Descubra os dois maiores erros de português de quem fala em público

Quem quiser falar em público deverá assumir, mais do que nunca, o compromisso de poupar o tempo alheio e abandonar vícios de linguagem.

Cíntia Chagas
Compartilhe esta publicação:
Flashpop/Getty Images
Flashpop/Getty Images

A fala, assim como a escrita, requer objetividade, coerência e concisão, características tão em falta na sociedade verborrágica atual

Acessibilidade


Este texto foi escrito para você, que precisa falar em público, comete gafes atrás de gafes, mas acha que está abafando. Perdoe-me a objetividade, caríssimo leitor, mas já passou da hora de alguém escancarar, como dizia Nelson Rodrigues, o óbvio ululante. Tratarei, hoje, de dois erros não somente básicos, mas enfadonhos. Mãos à obra!

Se, em suas apresentações, você já começa dizendo “Em primeiro lugar”, pare por aí. Ora, se se trata exatamente do início da sua comunicação, seria “Em segundo lugar”, por acaso? É claro que não! Logo, esqueça a expressão em questão e todas as afins, como “Inicialmente”, “Para começar” e “Primeiramente”, o.k.?

Aliás, parente do “Em primeiro lugar”, o tal do “Antes de mais nada” é outro fiasco. Diga-me: o que existe antes do nada? Nada. E depois do nada? Nada. Logo, começar uma fala com “Antes de mais nada” significa o quê? Nada, nadica de nada. Simples assim. E, por mais que tentem defender essa inutilidade linguística (“Ah, mas é força de expressão”, alguém há de dizer), a verdade é que existe um substitutivo bem mais inteligente, o “Antes de tudo”. Mas antes de tudo o quê? Uai… De tudo aquilo que eu vou dizer, é claro.

A fala, assim como a escrita, requer objetividade, coerência e concisão, características tão em falta na sociedade verborrágica atual. Há de se entender que não existe mais tempo para firulas, circunlóquios e rodeios. Quem quiser falar em público deverá assumir, mais do que nunca, o compromisso de poupar o tempo alheio. Diante disso, cortar esses e outros vícios de linguagem tornou-se mais do que um ato de respeito à língua portuguesa, mas de cordialidade.

É isso. Até semana que vem!

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Cíntia Chagas é uma professora que sempre leva humor e conhecimento ao público. Escritora de dois best-sellers da editora HarperCollins, ela coleciona milhares de alunos nos cursos virtuais que ministra. Palestrante e instagrammer, provou que irreverência, humor e educação podem e devem andar juntos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: