Motor: SUVs dominam o mercado de luxo e a Audi sabe

Divulgação
Divulgação

Os modelos de entrada do Q5 e Q5 Sportback começam em R$ 309.990 e R$ 369.990 respectivamente, e já estão disponíveis nas concessionárias brasileiras

Oito anos foram suficientes para mudar significativamente o perfil de consumo no mercado premium de veículos no Brasil. O segmento é responsável por 2% das vendas de carros de luxo em solo nacional e confirma a crescente preferência dos consumidores por modelos SUV. Em 2014, a participação dos SUVs no segmento era de 42%, mas este número sofreu um aumento importante até 2020 ao conquistar uma fatia de 65% das vendas.

Com o objetivo de acompanhar esta tendência, a Audi vem investindo cada vez mais em SUVs. A bola da vez é o Q5, que ganhou uma nova versão com poucas alterações em relação à anterior, e o Q5 Sportback, este sim, com mudanças mais parrudas e design inédito. Os dois modelos contam com um motor 2.0 turbo, 248 cavalos de potência, 370 Nm de torque e transmissão do tipo S-tronic de 7 velocidades. No que diz respeito à economia de combustível, um novo de sistema de 12 volts desliga o motor em velocidades entre 55 e 160 km/h para atuar com energia elétrica. A tração é a quattro ultra.

E vale lembrar da trajetória de sucesso do Q5, principalmente depois do seu relançamento em 2019, responsável por colocar o modelo na vice-liderança de vendas da montadora alemã, superando o Q3 e perdendo somente para o Audi A3 naquele ano.

“Em 2019, nós relançamos o Q5 com uma nova propaganda, uma nova estratégia de comunicação, com um novo posicionamento de preço e o carro se tornou, de fato, um coqueluche no mercado brasileiro”, explica Cláudio Rawicz, diretor de comunicação da Audi no Brasil.

Na época, a campanha publicitária foi protagonizada pela atriz Isabelle Drummond e tinha a intenção de mostrar que a Audi contava com uma oferta mais ampla de SUVs além do Q3. “Percebemos que os clientes muitas vezes não identificavam o Q5 e o Q7 como SUVs, então era muito importante posicionar que a marca tinha uma gama completa de veículos, que o Q5 e Q7 eram SUVs e que as mulheres, que hoje em dia têm uma importância fundamental na decisão de compra de um carro SUV, pudessem olhar a campanha e se identificar com a marca”, arremata Wickz.

Os dois modelos entraram na fase de pré-venda em fevereiro deste ano, e já foram vendidos 823 veículos, 486 unidades do Q5 e 337 do Q5 Sportback.

Audi Q5 2021

Lançado pela primeira vez em 2017, o modelo recebeu um facelift, com nova grade octogonal, novos para-choques, com entradas de ar exclusivas e novos faróis. A proposta de design conta ainda com diversos elementos tridimensionais para dar mais esportividade e robustez ao Q5.

O sistema de mídia, a MMI Touch, com navegação e smartphone interface substitui o controle da versão anterior por uma função touch screen, mais fácil de utilizar. A tela é de alta definição de 10.1 polegadas.

Já as dimensões e entre eixos do carro foram preservadas, com 1.6 metros de altura, 1.8 metros de largura e um comprimento total de quase 4.7 metros. O porta-malas tem uma capacidade de 520 litros com os bancos totalmente encostados, que é ampliada para 1.520 litros com os bancos rebatidos.

Os faróis dão um show a parte e são do tipo Full Led Matrix, com habilitação dinâmica das setas dianteiras e dos faróis, assistente de faróis auto integrados e distribuição dos feixes de luz. Já o Digital OLED rear lights é o detalhe que faz toda a diferença, permitindo que, na hora da compra, o cliente escolha animações personalizadas com diversos desenhos de luzes feitos por segmentos de led comutáveis e únicos nos faróis traseiros.

E para completar a experiência, os dois modelos levam o sistema de som Bang & Olufsen 3D.

Audi Q5 Sportback 2021

Os clientes que compraram unidades em pré-venda acreditaram no produto e fizeram seus pedidos no Brasil sem ao menos ver o carro fisicamente. Com design diferente da Q5, o modelo tem para-choques e entradas de ar exclusivos, traseira mais caída e com linhas marcantes além de um elemento que une as duas lanternas traseiras, dando uma personalidade própria ao Q5 Sportback.

As dimensões também são ligeiramente diferentes da Q5, com 2 milímetros a menos de altura e 7 milímetros mais longo no comprimento total, mantendo os mesmos 2.8 metros de entre eixos. O porta-malas tem 510 litros de capacidade e 1.480 litros com os bancos rebatidos.

O sistema de mídia é o mesmo da Q5 Sportback, assim como o de iluminação, com o Full Led Matrix e o Digital OLED rear lights.

Os modelos de entrada do Q5 e Q5 Sportback começam em R$ 309.990 e R$ 369.990 respectivamente, e já estão disponíveis nas concessionárias brasileiras.

Veja, na galeria a seguir, imagens dos dois modelos:

  • Lançado pela primeira vez em 2017, o Audi Q5 recebeu um facelift, com nova grade octogonal, novos para-choques, com entradas de ar exclusivas e novos faróis

    Divulgação
  • Traseira do Audi Q5

    Divulgação
  • Interior do Q5

    Divulgação
  • Destaque do sistema de mídia, a MMI Touch, com navegação e smartphone interface substitui o controle da versão anterior por uma tela de alta definição de 10.1 polegadas

    Divulgação
  • O porta-malas tem uma capacidade de 520 litros com os bancos totalmente encostados, que é ampliada para 1.520 litros com os bancos rebatidos

    Divulgação
  • O Audi Q5 Sportback tem design diferente da Q5, com para-choques e entradas de ar exclusivos, traseira mais caída e com linhas marcantes além de um elemento que une as duas lanternas traseiras, dando uma personalidade própria ao modelo

    Divulgação
  • Traseira do Q5 Sportback

    Divulgação
  • Interior do Q5 Sportback

    Divulgação
  • Detalhe do interior do Q5 Sportback

    Divulgação
  • O porta-malas do Q5 Sportback tem 510 litros de capacidade e 1.480 litros com os bancos rebatidos

    Divulgação

Lançado pela primeira vez em 2017, o Audi Q5 recebeu um facelift, com nova grade octogonal, novos para-choques, com entradas de ar exclusivas e novos faróis

Letícia Datena é jornalista de esportes há oito anos, e atua no setor do automobilismo desde 2016. Já foi correspondente internacional dos canais Fox Sports e cobriu alguns dos campeonatos mais importantes do mundo, como o Rally Dakar, Rally dos Sertões, o WRC (World Rally Championship), Fórmula E e hoje é uma das responsáveis pelo departamento de criação de conteúdo da Stock Car.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).