No ponto: A língua portuguesa tem lógica?

Às vezes, o idioma vivo não segue as regras determinadas pela etimologia.

Cíntia Chagas
Compartilhe esta publicação:
LaylaBird/Getty Images
LaylaBird/Getty Images

Existem casos de pleonasmos instaurados e admitidos, como o uso de “suicidar-se”, fugindo da lógica etimológica

Acessibilidade


No setembro amarelo, mês de prevenção ao suicídio, uma dúvida viva, vivíssima, assombra a maioria dos falantes da nossa bela e inculta língua: afinal, o correto é suicidar ou suicidar-se? Continue aqui, que eu irei sanar a sua curiosidade, digníssimo leitor.

Suicidar é uma palavra formada por sui, que significa de si, a si mesmo, e cidar, que significa matar. Logo, suicidar já carrega em si, etimologicamente, a ideia de matar a si mesmo. Logo, parece-nos óbvio que o certo seria eliminarmos o pronome se, correto?

LEIA TAMBÉM: No ponto: Saudade tem plural?

Nã-nã-ni-nã-não. Consagrou-se pelo uso que o correto é suicidar-se, acredita? Os próprios falantes nunca deram bola para o significado etimológico da palavra. Falaram e falam “suicidar-se”. Trata-se, pois, de um pleonasmo instaurado, respeitado e mais do que admitido.

Como diria o gramático Cegalla, “… a língua nem sempre se submete ao jugo da lógica”. Em português claro… Parece que o correto, no português, é suicidar, mas a única forma aceita pelos gramáticos é suicidar-se. E ponto final.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Até semana que vem.

Cíntia Chagas é uma professora que sempre leva humor e conhecimento ao público. Escritora de dois best-sellers da editora HarperCollins, ela coleciona milhares de alunos nos cursos virtuais que ministra. Palestrante e instagrammer, provou que irreverência, humor e educação podem e devem andar juntos.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: