Quer aumentar o vocabulário? Leia.

A resposta é simples, mas incluir novas palavras em sua linguagem cotidiana demanda tempo e dedicação..

Cíntia Chagas
Compartilhe esta publicação:
getty
getty

Vale a pena ler os textos de alguns articulistas renomados. Eles têm muito a ensinar

Acessibilidade


Professora, como faço para aumentar o meu vocabulário? Essa, indubitavelmente, é a pergunta que não quer calar. Bem, a resposta é simples, mas demanda tempo e dedicação: leia.

Mas, professora, leia o quê? Qualquer coisa vale? É claro que não, leitor. Há leituras que, ao invés de edificarem, destroem o arcabouço vocabular de qualquer um. Acredite. Se quiser ampliar não somente o seu número de palavras, mas também a sua capacidade de construção sintática, leia os clássicos. Machado de Assis, Érico Veríssimo, Nelson Rodrigues…

 

LEIA MAIS: No ponto: Nem um ou nenhum?

Também vale a pena ler os textos de alguns articulistas renomados. Eles têm muito a ensinar. Mas eu disse renomados, o.k.? Ah, existe uma outra técnica também. Há alguns meses, durante uma entrevista que fiz com o ex-presidente Fernando Collor, descobri o que ele fez e faz para ter um vocabulário tão rico. Collor confessou que, durante a leitura de livros, ele mantém um caderninho ao lado, no qual ele anota as palavras que considera interessantes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Enfim, LEIA. Mas leia o que vale a pena ser lido. E anote as palavras que julgar interessantes. Não podemos confiar na nossa memória, como me disse o ex-presidente. 

Até semana que vem.

 

Cíntia Chagas é professora, autora de dois best-sellers pela editora HarperCollins e coleciona milhares de alunos nos cursos virtuais que ministra. Palestrante e instagrammer, provou que humor e educação podem andar juntos.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

 

Compartilhe esta publicação: