2022 em nossas mãos: como a tecnologia pode ser um catalisador para um futuro melhor

5 tendências relacionadas às novas tecnologias que irão se desenvolver em maior ou menor grau em nossa região, de acordo com a situação de cada país.

Tonny Martins
Compartilhe esta publicação:
Chakrapong-Worathat/EyeEm_Gettyimages
Chakrapong-Worathat/EyeEm_Gettyimages

Talento, tecnologia e confiança seguem como as principais prioridades. De maneira geral, os executivos estão repensando como operam ao longo da cadeia de valor (Crédito: Getty Images)

Acessibilidade


A chegada de um novo ano é sempre uma oportunidade de incorporar mudanças em busca de maiores benefícios. As decisões das empresas, dos profissionais e da sociedade em geral podem moldar o mundo que viveremos nos próximos anos. Conhecer as possibilidades é fundamental para que os líderes promovam um contexto melhor para todos.

Talento, tecnologia e confiança seguem como as principais prioridades. De maneira geral, os executivos estão repensando como operam ao longo da cadeia de valor. Estão buscando maneiras para aumentar a flexibilidade, fortalecer a segurança cibernética e reduzir o impacto ambiental em cada etapa do caminho, redefinindo como humanos e tecnologia trabalham juntos e reforçando culturas organizacionais que colocam as pessoas em primeiro lugar.

A partir de uma série de pesquisas realizadas pelo IBM Institute for Business Value, vemos 5 tendências relacionadas às novas tecnologias que irão se desenvolver em maior ou menor grau em nossa região, de acordo com a situação de cada país. Mas então, como a tecnologia pode nos ajudar a ter um futuro melhor? Compartilho com vocês as principais áreas que precisam ser promovidas para gerar mudanças que devem estar na pauta da liderança:

1. Transformação digital inserida no dia a dia

As iniciativas digitais continuam avançando rapidamente. Grande parte das organizações (60%) aceleraram seus investimentos em tecnologias digitais devido à COVID-19, e essa tendência continuará a crescer, impulsionada por consumidores cada vez mais exigentes que buscam experiências únicas e pela necessidade de organizações e governos fortalecerem sua resiliência e adaptabilidade. Os CEOs têm certeza de que a tecnologia desempenha um papel fundamental e a consideram uma das principais forças externas que impactarão seus negócios no curto prazo. Na América Latina, a nuvem foi reconhecida pela maioria dos CEOs pesquisados (89%) como uma tecnologia crítica, seguida por Internet das Coisas (80%) e IA (57%). Impulsionadas por uma abordagem de nuvem híbrida, as organizações aproveitarão essas e outras tecnologias para acelerar seus resultados de negócios.

2. A importância do capital humano

Outro fator chave é a capacitação da força de trabalho, um tema se tornou um fator muito importante ou extremamente importante para os CEOs da América Latina desde 2020. As empresas que não atendem às necessidades dos funcionários terão que lidar com posições que elas não serão capazes de preencher. Vimos que 30% dos funcionários mudaram de empregador em 2021, enquanto outros 15% planejam mudar voluntariamente em 2022. As organizações devem fornecer ferramentas e treinamento para ajudar seus funcionários a fortalecer seu desenvolvimento profissional e retreiná-los para as funções do futuro, ou seja, criando uma cultura de aprendizagem continuada ao longo da vida. Além disso, fornecer tecnologia que auxilie os funcionários é um fator que não deve ser ignorado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

3. IA para apoiar a sustentabilidade e a transparência

As organizações enfrentam desafios sem precedentes de grandes eventos climáticos, interrupções nas cadeias de abastecimento e suas operações, colocando em risco o fornecimento de produtos e serviços essenciais, bem como expectativas crescentes de investidores e consumidores. Além disso, cerca de 7 em cada 10 candidatos dizem que são mais propensos a se candidatar e aceitar empregos em organizações que consideram ambientalmente sustentáveis e socialmente responsáveis. O uso de tecnologias como IA desempenhará um papel fundamental no apoio às organizações em seu caminho para alcançar indicadores de sustentabilidade que permitem melhores medições e coleta de dados para ajudá-los a tomar decisões informadas. Por sua vez, a automação alimentada por IA permitirá que sistemas mais rápidos e eficientes alcancem mudanças sustentáveis de longo prazo.

4. A adoção de tecnologia mudando as operações de negócios

Ao invés de implementar inovações isoladas que simplifiquem os fluxos de trabalho individuais, as organizações devem se concentrar na criação de sistemas integrados que revolucionem os modelos de negócios até 2022. Os líderes empresariais têm a oportunidade de alavancar fluxos de trabalho inteligentes para mudar a forma como operam, com informações personalizadas em tempo real, baseadas em suas próprias empresas e dados de terceiros. E eles não podem ter medo de “falhar”, pois assumir riscos é o que leva a recompensas baseadas na tecnologia. Na verdade, as empresas que não penalizam o fracasso experimentam um aumento de 10% no crescimento da receita no contexto da adoção de tecnologia e transformação digital. Ao combinar as habilidades de tecnologia dos funcionários com IA, automação, internet das coisas e uma abordagem de nuvem híbrida, os processos em toda a organização se tornam mais ágeis, transparentes e eficientes.

5. Confiança e segurança como pilares para a inovação

As ameaças cibernéticas estão em alta; surpreendentemente, mais de um terço dos entrevistados globais indicaram que melhorar a segurança cibernética e reduzir riscos não fazem parte de seus maiores investimentos em TI e negócios e na América Latina a tendência segue a mesma linha. As infraestruturas seguras criam um ciclo virtuoso que impulsiona a inovação e a colaboração. Por exemplo, 3 em cada 5 líderes de confiança zero dizem que sua abordagem à segurança permitiu a transformação digital, em comparação com 35% para todos os outros. Na mesma tendência, para que a IA continue avançando, as organizações devem ser capazes de gerar maior confiança do consumidor por meio de sistemas de IA compreensíveis e explicáveis, bem como garantir que os dados pessoais estejam protegidos contra-ataques. Dessa forma, a IA desempenhará um papel importante na identificação e resposta mais eficiente aos desafios de segurança.
A tecnologia é uma parte importante de muitos aspectos da vida das pessoas e profissionais, na forma como trabalhamos e como criamos valor para os negócios e a sociedade. Nossa missão como líderes passa por pensar em como aplicá-la para promover a inovação e mudanças positivas durante o ano de 2022.

Tonny Martins é gerente geral da IBM na América Latina. O executivo começou sua carreira como estagiário na empresa há 29 anos e ocupou diversas posições de liderança nos segmentos de Serviços, Soluções e Consultoria de Negócios.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: