25% dos norte-americanos dizem que não pretendem se vacinar contra a Covid-19

GettyImages/ A. Martin UW Photography
Pesquisa da Reuters com a Ipsos surpreendeu ao revelar desconfiança da população

A polêmica envolvendo vacinas nos Estados Unidos tem crescido bastante nos últimos anos, mas uma pesquisa da Reuters com a Ipsos revelou um resultado surpreendente. Mesmo com o colapso do sistema de saúde mundial, aproximadamente 25% dos norte-americanos se mostraram hesitantes em aderir a uma futura vacina contra a Covid-19.

Ao destrinchar a pesquisa, vemos algumas possíveis explicações. Do total de participantes, 36% se mostraram menos inclinados a tomar a vacina caso o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a recomendasse.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Ao mesmo tempo, um em cada cinco republicanos, partido de Trump, não tem interesse em uma vacina – número que representa o dobro do que o observado entre os democratas.

O comportamento instável do presidente, hora negando a gravidade da pandemia, hora receitando medicamentos, levou a uma disfuncionalidade na opinião da população norte-americana, digna de Estudo de Caso de Universidades.

Uma parte da população teme que Trump indique que não seja totalmente seguro, enquanto outra parte acha que, se o próprio presidente não trata o assunto com a gravidade necessária, não há razões para se preocupar.

As próprias autoridades de saúde consideraram preocupante o fato de que 14% das pessoas que participaram da pesquisa não terem nenhum interesse em se vacinar. Outros 10% apontaram que não estão muito interessados. Enquanto 11% mostraram-se indecisos.

Para os oficiais de saúde, 70% da população precisaria estar vacinada para, assim, alcançar um controle da pandemia no país.

Ao analisar o levantamento pelo lado positivo, a maioria dos respondentes disse que, caso as autoridades de saúde se manifestem a favor, estaria mais propensa a se vacinar.

Dos que alegaram não estar muito interessados na vacina, 29% declarou que mudaria de ideia caso o FDA, autoridade sanitária local, a aprovasse.

Portanto, aqueles que achavam que a crise só passaria quando uma vacina fosse encontrada, pode ser que nem assim isso aconteça.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).