Entrevista de Powell cria sentimento positivo no mercado financeiro

Kevin Lamarque/Reuters
Jerome Powell citou o risco da taxa de desemprego subir para algo próximo de 25% no 2º trimestre

As bolsas da Ásia e da Europa iniciam a semana no campo positivo, com investidores atentos aos esforços feitos por países atingidos pelo coronavírus – como Itália, Espanha e Estados Unidos – para reabrir suas economias, após longos períodos de bloqueio, e digerindo comentários do presidente do Fed, Jerome Powell.

Em entrevista na “CBS”, Powell disse acreditar que a economia dos EUA vai ter uma recuperação de forma constante ao longo do segundo semestre do ano, contanto que não haja uma segunda onda de infecções por coronavírus no país.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O dirigente também citou o risco da taxa de desemprego dos Estados Unidos subir para algo próximo de 25% no 2º trimestre e indicou que o PIB deve recuar 20% no período.

Olhando para outras notícias no exterior, impactado diretamente pela pandemia do novo coronavírus, a economia do Japão confirmou que está em recessão no primeiro trimestre de 2020. O país encolheu 3,4% em termos anualizados entre janeiro e março. A projeção de investidores também é de uma queda de 20% no 2º trimestre.

No Brasil, o boletim Focus trouxe uma expectativa de IPCA em 1,59% ante 1,76% na semana anterior. Para a Selic, economistas revisaram sua projeção de final de ano de 2,5% para 2,25%. O patamar que iria na linha do corte máximo apontado pelo Banco Central em seu comunicado.

O documento de hoje (18) também traz uma nova revisão do câmbio, que passou de R$/US$ 5,00 para R$/US$ 5,28. Por fim, o PIB deve se contrair 5,12% em 2020 (Focus passado indicava recuo de 4,11%).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).