Indústria segue sem esperança de melhoria

GettyImages/ xPACIFICA
Levantamento da CNI reflete a falta de confiança na economia, motivada pela Covid-19

Levantamento da Confederação Nacional da Indústria divulgado hoje (13) mostrou que os empresários do setor industrial seguem longe de enxergar uma melhoria e apontou a falta de confiança motivada pela forte contração da atividade e elevada incerteza em razão da pandemia de Covid-19.

Como consequência direta, a pesquisa aponta uma paralisação dos investimentos.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

De acordo com os dados, o componente que monitora as condições atuais recuou 8,9 pontos em maio, para 25,2 pontos. O índice é o menor da série histórica e revela piora significativa. O índice manteve trajetória de queda verificada desde fevereiro, acumulando recuo de 33,8 pontos no período.

Por outro lado, o índice de expectativas, que reflete as perspectivas dos empresários para os próximos seis meses, aumentou 4,8 pontos em maio, para 39,5 pontos. Vale lembrar que, pela metodologia da CNI, abaixo da linha de 50 pontos indica pessimismo. Portanto, os empresários estão enxergando um futuro ruim, mas “não tão negativo” como no último levantamento.

Uma hipótese é que eles tenham tido tempo para refletir e definir estratégias para enfrentar a paralisação e, com as possibilidades diante de si, tenham revisto suas projeções.

Quando olhamos, mais detalhadamente, o quadro que mostra a leitura da situação atual e da expectativa em torno do país e da própria empresa, notamos um claro desconforto sobre a economia como um todo. Deixando um pouco de lado o contexto atual, fica claro como é importante garantir um ambiente saudável de negócios para conquistar um fluxo positivo de investimentos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).