Itaú Unibanco: setor de turismo está entre os mais afetados com a crise

GettyImages
GettyImages

Óleo e gás, lazer, turismo e aéreo estão entre os setores mais afetados pela crise de coronavírus

O presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, afirmou que os setores mais afetados na crise do coronavírus que o banco tem exposição são os de óleo e gás, lazer, turismo e aéreo. O setor imobiliário é o de maior representatividade, com participação de 3,7% na carteira de crédito de pessoa jurídica da instituição. Segundo Bracher, a fatia do segmento de lazer e turismo é de 0,9%, e das companhias aéreas, de 0,2%.

O Itaú Unibanco detalhou um slide na apresentação a analistas e investidores somente para explicar a exposição do banco aos setores mais afetados na crise. Em seu balanço anunciado na última segunda-feira, 4, a instituição reportou lucro líquido recorrente 43,1% menor no primeiro trimestre deste ano, para R$ 3,912 bilhões, ante o mesmo intervalo de 2019, impactado pelo aumento do custo de crédito que quase dobrou no período devido à pandemia do novo coronavírus.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).