Apresentado por       

Após recordes, mercado financeiro deve ter dia de realizações de lucro

Depois de uma impressionante sequência de altas nas bolsas mundiais, investidores recebem ganhos hoje.

Gustavo Cruz, colaborador da marca
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
Jesada Wongsa EyeEm/Getty Images
Jesada Wongsa EyeEm/Getty Images

Os investidores aproveitam o ganho acumulado para realizar lucros no dia de hoje

Acessibilidade


O dia de hoje (9) provavelmente será marcado por quedas nas principais bolsas mundiais. No entanto, o motivo não é uma escalada em tensões comerciais, piora no controle da pandemia, ou qualquer outro tema macro piorando. O evento de hoje é mais técnico, depois de mais de uma semana com os mercados financeiros subindo, investidores aproveitam o ganho acumulado para realizar lucros no dia de hoje.

Sendo assim, o comportamento dos mercados hoje ganhou novo vetor no Ocidente. Após os mercados norte-americanos praticamente “zerarem” as perdas de 2020, investidores adotam um tom de realização dos ganhos recentes. Na Ásia, mercados ainda prolongaram a sequência de dias positivos, ainda reagindo ao impulso de ontem (8).

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Em destaque no quadro internacional, a Eurostat revisou o PIB da zona do euro, apontando que o indicador recuou menos do que estimado anteriormente no primeiro trimestre. A terceira leitura diz que a economia do bloco sofreu contração de 3,6% ante o quarto trimestre de 2019. Na comparação anual, a queda do PIB foi de 3,1%.

No Brasil, em novo relatório do Banco Mundial, a estimativa de desempenho da economia brasileira passou a ser uma contração de 8% em 2020. Levando em conta o histórico do IBGE, esse seria o maior recuo em 120 anos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Quando comparada a outros países, a estimativa sobre o desempenho da economia brasileira é pior que a do Brics (além do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Na América Latina, entre os emergentes, só o Peru deve ter um recuo pior do que o Brasil – de 12%.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, indicou que o governo apresentará um novo formato do Bolsa Família, que passaria a se chamar Renda Brasil.

Por fim, hoje o TSE deve julgar duas ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. A avaliação de ministros é que elas devem ser arquivadas.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: