Apresentado por       

Chefe do FMI diz que alguns países podem precisar de reestruturação da dívida

Kristalina Georgieva acrescentou que simplesmente congelar os pagamentos pode não ser suficiente

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
Mike Theiler/Reuters
Mike Theiler/Reuters

Kristalina Georgieva disse que o Fundo desembolsou cerca de US$ 260 bilhões

Acessibilidade


Alguns dos países mais pobres do mundo e economias de mercados emergentes podem precisar reestruturar sua dívida no futuro, disse a chefe do Fundo Monetário Internacional ontem (3), acrescentando que simplesmente congelar os pagamentos da dívida pode não ser suficiente.

A diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, disse que alguns países emergentes que adotaram políticas de dívida prudentes e sustentáveis estavam enfrentando a crise do coronavírus melhor do que outros, mas um pequeno universo de países com altos encargos provavelmente precisará de ajuda daqui para frente.

VEJA TAMBÉM: Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, e fique por dentro de tudo sobre empreendedorismo

Ela disse que o Fundo desembolsou cerca de US$ 260 bilhões do seu poder de empréstimo de US$ 1 trilhão até agora, com financiamento emergencial concedido a 63 dos 103 países que pediram ajuda desde o início de março. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: