Via Varejo capta R$ 4,45 bilhões em oferta de ações

Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

A Via Varejo precificou sua oferta a R$ 15 por ação

A Via Varejo levantou R$ 4,455 bilhões em oferta de ações precificada a R$ 15 por papel ontem (15), recursos que pretende usar para investimentos em tecnologia e logística, entre outros, de acordo com fato relevante disponível na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) hoje (16).

A Reuters noticiou ontem, citando fonte, a precificação e o montante captado com a venda das 297 milhões de ações – 220 milhões de papéis do lote inicial, que foi acrescido em 35% em razão da alta demanda. A oferta saiu a um desconto de 4% sobre o preço de fechamento de R$ 15,62.

VEJA TAMBÉM: Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, e fique por dentro de tudo sobre empreendedorismo

A Via Varejo também pretende usar os recursos para investir em inovação e desenvolvimento, além da otimização da estrutura de capital, incluindo reforço de capital de giro.

De acordo com a dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio, do preço de R$ 15, determinou-se que R$ 7,50 serão destinados à conta de capital social da companhia, totalizando pouco mais de R$ 2,2 bilhões em aumento do capital social. O valor remanescente será destinado à formação de reserva de capital.

Após a operação, o novo capital social da companhia passará a ser de R$ 5,1 bilhões, dividido em 1.597.016.941 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

As ações da Via Varejo emitidas no âmbito da oferta passarão a ser negociadas na B3 amanhã (17). (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).