Ibovespa fecha em queda liderada por Cogna e ata do Fed no radar

NurPhoto/GettyImages
NurPhoto/GettyImages

Volume financeiro negociado na sessão somou R$ 28 bilhões

O Ibovespa fechou em queda hoje (19), mas se manteve acima dos 100 mil pontos, em sessão de ajustes após fortes ganhos na véspera, com as ações do grupo de educação Cogna e da companhia de água e esgoto Sabesp entre as maiores quedas.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa recuou 1,19%, a 100.853,72 pontos, encerrando perto da mínima da sessão (100.800,41 pontos). O volume financeiro somou R$ 28 bilhões.

VEJA TAMBÉM: Mercado passa a ver Selic menor em 2021 no Focus e contração de 5,52% da economia este ano

A ata do Federal Reserve também repercutiu, com o BC dos EUA, por ora, descartando medidas monetária mais pacíficas, como o controle da curva de juros, e afirmando que avalia ajustes que podem resultar na manutenção das agressivas medidas de estímulo.

O documento, sobre o encontro de 28 e 29 de julho, também mostrou que as autoridades estão preocupadas com o risco de que a recuperação da contração econômica provocada pela pandemia de Covid-19 mostre uma trajetória incerta.

Na visão de Pedro Menezes, membro do comitê de investimento de ações e sócio da Occam Brasil, o mercado caminhava para uma melhora, mas a ata do Fed esfriou o movimento, em uma sessão com noticiário relevante também mais fraco.

Em Wall Street, a sessão terminou em baixa, após o Fed destacar incerteza sobre a recuperação da economia norte-americana da pandemia, em dia de novas máximas intradias do S&P 500 e Nasdaq Composite.

Destaques

– COGNA ON recuou 5,46%, tendo no radar relatório de analistas do Credit Suisse, que começaram a cobertura do setor de educação com recomendação de ‘underperform’ para os papéis da companhia e preço-alvo de 6 reais – desconto de quase 14% em relação à cotação de fechamento da véspera. Além disso, a agência Bloomberg noticiou que a rede de colégios Eleva Educação, que tem entre seus acionistas o bilionário Jorge Paulo Lemann, planeja IPO neste ano.

E AINDA: Economia do Brasil cresce em junho, mas termina 2º tri com perda recorde de 10,94%, mostra BC

– SABESP ON caiu 5,04%, após recuar quase 11% no pior momento, em meio a comentários do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), sobre capitalização da companhia paulista de água e saneamento, trazendo dúvidas sobre uma esperada privatização da empresa. “A decisão do governo de São Paulo…é de fazer a capitalização da Sabesp”, afirmou em evento online do Santander Brasil pela manhã.

– ITAÚ UNIBANCO PN fechou em queda de 0,5%, após ensaiar uma recuperação, quando chegou a trabalhar com acréscimo de 0,7%, corroborando o ajuste negativo no Ibovespa, com todos os bancos no índice recuando. BRADESCO PN cedeu 0,38%. A pior performance foi de BTG PACTUAL UNIT, que recuou 2,14%.

– ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON caíram 3,52% e 2,79%, respectivamente, ainda afetadas por declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, na véspera, de que não acredita ser possível consenso entre a Casa e o Senado para aprovar a privatização da elétrica neste ano.

– PETROBRAS PN caiu 0,56%, abandonando ganhos do começo da sessão, em mais uma sessão de fraqueza dos preços do petróleo no mercado externo. A companhia também comunicou nesta quarta-feira que renegociou um pagamento à vista de cerca de R$ 2 bilhões à Fundação Petros, que agora será parcelado em 20 anos.

– VALE ON recuou 1,06%, mesmo com nova alta do minério de ferro na China. No setor de mineração e siderurgia, contudo, GERDAU PN subiu 2,72%, respaldada por re O JPMorgan elevou a recomendação das ações a ‘overweight’, com preço-alvo de R$ 23 – upside de 18% ante o fechamento na terça-feira.

LEIA AQUI: XP melhora projeção para economia do Brasil e passa a ver contração de 4,8% em 2020

– MARFRIG ON avançou 5,97%, com ações de empresas de proteínas voltando para a ponta positiva do Ibovespa em meio a perspectivas favoráveis para o setor. JBS ON valorizou-se 3,14% e MINERVA ON subiu 0,15%.

– ULTRAPAR ON encerrou com acréscimo de 4,68%, um dia após anunciar novo acordo de acionistas com a entrada da gestora de recursos Pátria Investimentos.

– TECNISA ON, que não está no Ibovespa, caiu 5,55%, após avançar mais de 8% no começo da sessão, na esteira de proposta não solicitada de combinação de negócios com a Gafisa. GAFISA ON fechou em baixa de 6,52%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).