Suzano capta US$ 750 milhões em bônus de 10 anos sustentáveis

Recursos obtidos serão utilizados para a liquidação das ofertas de recompra de títulos de dívidas.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Guadalupe Pardo/Reuters
Guadalupe Pardo/Reuters

A emissão de títulos de dívida no valor de US$ 750 milhões tem vencimento em 15 de janeiro de 2031

Acessibilidade


A Suzano precificou ontem (11) emissão de títulos de dívida no valor de US$ 750 milhões para colocação no mercado internacional e com vencimento em 15 de janeiro de 2031 (Notes 2031), segundo comunicado na fabricante de papel e celulose à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Os bônus tem yield de 3,950% ao ano e cupom de 3,750% ao ano, a serem pagos semestralmente. A liquidação da oferta, precificada pela sua subsidiária integral Suzano Austria GmbH (“Suzano Austria”), está prevista para 14 de setembro.

LEIA MAIS: BNDESPar avalia vender fatia na Suzano

Uma das particularidades da emissão é que as ‘Notes’ possuem indicadores de performance ambientais (KPIs) associados a uma meta de redução de intensidade de emissões de gases de efeito estufa (GEE) pela companhia até 2025, em linha com implementação de sua meta de longo prazo 2030 de redução de emissões.

“Assim, os novos títulos de dívida caracterizam-se como sustainability-linked bonds de acordo com os princípios promulgados pela International Capital Markets Association”, disse a Suzano, acrescentando que, voluntariamente, obteve sobre tal emissão uma avaliação de parte independente pela ISS-ESG.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os recursos obtidos com a oferta das Notes serão utilizados para a liquidação das ofertas de recompra das Notes 2026, emitidas pela Suzano Austria, e das Notes 2024 e Notes 2025, da e Fibria Overseas Finance Ltd. (“Fibria Overseas”). A conclusão dessa operação está prevista para 15 de setembro. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: