Argentina pode solicitar novos recursos do FMI em meio a negociações de crédito

GLADWELL / GettyImages
GLADWELL / GettyImages

Argentina pode solicitar novos recursos do FMI em meio a negociações de crédito

Argentina pode solicitar recursos adicionais ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para renegociar um acordo de 2018, informou uma autoridade argentina hoje (27).

A Argentina e o FMI estão negociando um empréstimo concedido pela Fundo em 2018, do qual o país já recebeu cerca de US$ 44 bilhões. “É absolutamente necessário” que o novo acordo esteja estabelecido antes de julho de 2021, explicou Sergio Chodos, representante do país no FMI.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“É verdade que podem haver necessidades um pouco maiores, que poderiam chegar a ocorrer, mas não consigo imaginar algo que seja muito exorbitante em comparação a antes. A intenção é sair, não entrar novamente”, acrescentou a autoridade.

No último mês, o peso argentino sofreu uma profunda depreciação no mercado paralelo devido às incertezas econômicas que cercam o país, o que ampliou a defasagem com a cotação da moeda no mercado oficial e aumentou a pressão de desvalorização.

No mercado, especulava-se que o país poderia receber do Fundo um montante entre US$ 3 bilhões e US$ 5 bilhões para recuperar a confiança dos investidores.

A vinda de novos recursos “pode gerar alguma confiança no mercado que aguarda sinais de um programa econômico, preferencialmente ortodoxo, para poder fazer frente à forte crise que atravessa o país”, disse Joaquín Candia, analista da Rava Stock Market. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).