China pode adiar aprovação de pedido de IPO da Ant

ChristianPetersen-Claussen/GettyImages
ChristianPetersen-Claussen/GettyImages

China pode adiar aprovação de IPO da Ant. IPO do grupo financeiro deve ser a maior oferta de ações já realizada, movimentando US$ 35 bilhões.

Autoridades chinesas estão investigando um potencial conflito de interesse no planejamento da oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) do Ant Group que deve adiar a aprovação da operação. O IPO do grupo financeiro deve ser a maior oferta de ações já realizada, movimentando US$ 35 bilhões.

Fontes ouvidas pela Reuters afirmaram que é improvável que a investigação prejudique o IPO, embora não tenha ficado claro qual pode ser o resultado.

A Comissão Regulatória de Valores da China (CSRC) avalia o papel da Alipay, plataforma de pagamentos da Ant, como o único canal pelo qual investidores de varejo poderão comprar quotas em cinco fundos mútuos chineses, que estão investindo no IPO.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O arranjo deixou de lado bancos e corretoras, que costumam ser a rota tradicional dos investidores de varejo para ingressarem em fundos. Mais de 10 milhões de investidores de varejo colocaram dinheiro nos cinco fundos desde que foram lançados em setembro.

A CSRC afirmou em diretrizes válidas a partir de 1 de outubro que os distribuidores de fundos mútuos devem evitar conflito de interesse com a venda
de produtos relacionados a outros negócios.

A Ant esperava aprovação da CSRC no mês passado e agora reduziu a janela para o IPO antes das eleições norte-americana de 3 de novembro, que potencializam as incertezas para os mercados globais. Representantes da Ant e da CSRC não comentaram o assunto. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).