Cogna registra faturamento de R$ 365 milhões

A companhia obteve um aumento de 4 pontos percentuais no market share de suas editoras, o que a tornou lider de seu segmento.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Forbes/Reprodução

Acessibilidade


A Cogna faturou R$ 365 milhões com vendas no âmbito do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2021, sendo que R$ 158 milhões foram reconhecidos no terceiro trimestre de 2020, de acordo com dados divulgados pela empresa ontem (28).

“Em decorrência da conclusão das negociações entre a Saber e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o volume total de vendas das Editoras Ática, Scipione e Saraiva Educação no PNLD 2021 foi de 44,1 milhões de livros”, afirmou a companhia em comunicado ao mercado.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A Cogna ainda acrescentou que, no processo de recompra das obras dos anos iniciais do ensino fundamental, obteve 100% de aprovação na adequação à base nacional comum curricular (BNCC).

“Em função das reprovações de obras de outras editoras, houve um crescimento de aproximadamente 4 p.p. no market share de nossas editoras, representando um acréscimo de 6 milhões de exemplares, e colocando-nos como líderes deste segmento.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No processo de escolha no segmento de Ensino Médio, a companhia disse que as suas editoras tiveram a aprovação de 100% das obras inscritas no Objeto 1 – Projetos Integradores e Projeto de Vida. Isso representou um market share de 24,1% das obras aprovadas, “deixando a companhia bem posicionada para o processo de escolha das referidas obras no primeiro semestre de 2021”, acrescentou. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: