Empresa de recuperação de crédito Paschoalotto pede registro para IPO

pupunkkop/GettyImages
pupunkkop/GettyImages

Se concluir seu plano, a Paschoalotto será a primeira empresa com atuação específica no setor a ser listada na B3.

A Paschoalotto, empresa especializada em recuperação de crédito, pediu registro para uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), com o objetivo de captar recursos para financiar planos de expansão, de olho no mercado de dívidas em atraso, que deve explodir no Brasil na esteira dos efeitos da pandemia da Covid-19.

No prospecto preliminar da operação protocolado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia com sede em Bauru, interior paulista, afirma que pretende usar os recursos com a venda de novas ações para investir em crescimento orgânico e aquisição de concorrentes.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A transação também servirá para que atuais sócios da empresa criada em 2003 vendam suas participações no negócio, incluindo um fundo da Gávea Investimentos, que investiu na companhia em 2015.

A Paschoalotto teve receita líquida de R$ 418,3 milhões nos primeiros nove meses de 2020, alta de 28% ante mesma etapa do ano passada. O lucro ficou praticamente estável nos mesmos períodos de comparação, a R$ 27,5 milhões, com margem Ebitda de 23,4%.

Se concluir seu plano, a Paschoalotto será a primeira empresa com atuação específica no setor a ser listada na B3. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).